Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

STJD mantém punição e Renê pega gancho de um ano

Goleiro do Bahia teria utilizado substância conhecida por aumentar o desempenho dos atletas

Gazeta Esportiva |

Após vários recursos e apelações, o STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva) decidiu, no julgamento final do caso, manter a pena de um ano ao goleiro do Bahia, Renê. A audiência ocorreu na tarde da última quinta-feira.

Renê foi flagrado no exame antidoping após a partida contra a Portuguesa (no dia 28 de agosto). Em sua urina foi encontrada a substância Furosemida, a qual é conhecida por aumentar o desempenho dos atletas.

A defesa contra-argumentou que a substância é componente do composto Lasix, utilizado contra dor de cabeça. Além disso, os advogados do Tricolor afirmaram que a substância, ao contrário do que consta na regulamentação, é prejudicial ao usuário e só causa fadiga. Apesar da insistência, o tribunal decidiu por manter o gancho.

O procurador do órgão jurídico, Paulo Schmitd, explicou que não houve provas cabais para amenizar a suspensão do réu. "Não houve prova suficiente no sentido de se reduzir ou eliminar a pena. A defesa, ao nosso ver, não conseguiu um enquadramento nos artigos referentes ao doping que possa reduzir a pena", analisou.

Deste modo, Renê - destaque do Grêmio Barueri em 2009 e que teve seu contrato com o Bahia expirado no dia 30 de novembro - só poderá voltar aos gramados em outubro de 2011. O time baiano, que havia dispensado o goleiro Fernando anteriormente, terá que correr atrás de outro camisa 1 ou apostar no jovem Omar.

Leia tudo sobre: bahiacampeonato brasileirostjdsérie b

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG