Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

STJD devolve um mando de campo à Ponte

Guarani só conseguiu se livrar da multa imposta após confusão entre torcidas no estádio do rival

Gazeta |

Ponte Preta e Guarani se livraram das multas recebidas por causa da confusão entre torcedores no clássico disputado no Moisés Lucarelli, pela 11ª rodada da Série B. Cada uma das equipes também foi punida em primeira instância com a perda de dez mandos de campo, mas só a Ponte conseguiu mudar um pouco este cenário nesta quarta: o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) concedeu efeito suspensivo e permitiu que o clube atue em seu estádio contra o Criciúma, dia 13 de agosto.

A Ponte Preta havia sido multada em R$ 50 mil pelas palavras proferidas pelo locutor do estádio, Raul de Freitas. Na ocasião, ele provocou os bugrinos com a seguinte frase: "quem é pontepretano bate palmas, quem não é cacareja e bota ovo". 

A torcida do Guarani se irritou com as palavras e deu início a uma grande confusão nas arquibancadas, chegando a atear fogo em alguns banheiros químicos. O clube foi multado em R$ 100 mil.

Os clubes ainda serão julgados pelo pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, quando a decisão definitiva acontecerá.

Leia tudo sobre: GuaraniPonte Pretasérie b 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG