Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

STJD cogita punição ao presidente do Cruzeiro

Procurador-geral do STJD disse que Zezé Perrella precisará provar afirmação de que árbitro de Corinthians x Cruzeiro levou dinheiro para beneficiar o time da casa

Agência Estado |

O presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, poderá ser punido por causa das declarações polêmicas sobre o árbitro Sandro Meira Ricci depois da derrota para o Corinthians, no sábado. Nesta segunda-feira, o procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schmitt, disse que o dirigente mineiro precisará provar suas afirmações.

Insatisfeito com a polêmica arbitragem de sábado, Perrella afirmou que Ricci havia recebido dinheiro para favorecer o Corinthians. "Não acho que o Andres Sanches [presidente do Corinthians] tenha pagado o juiz, mas alguém pagou por ele. Com certeza o árbitro levou dinheiro para fazer o que fez hoje [sábado]. Este cara é um safado e incompetente", declarou.

A reclamação se refere principalmente ao pênalti marcado por Ricci no final do jogo. No lance, Ronaldo teria sofrido falta de Gil dentro da área - o próprio atacante converteu a cobrança marcou o gol da vitória do time paulista. Perrella também criticou o árbitro por não ter marcado duas supostas penalidades sobre o atacante Thiago Ribeiro.

Para o procurador do STJD, o presidente do Cruzeiro terá que comprovar suas declarações para evitar uma denúncia. O tribunal deverá analisar as imagens da entrevista do dirigente nos próximos dias.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocruzeirostjd

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG