Time pernambucano resolveu imitar ação dos cariocas e vai apelas para a entidade máxima do futebol

Divulgação
Taça das Bolinhas virou um símbolo da polêmica entre Flamengo e Sport
Se o Flamengo enviou um representante à Suíça para contestar o título brasileiro de 1987, creditado ao Sport, junto à Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados), o clube pernambucano não ficará atrás. Em nota oficial, o time pernambucano anunciou, nesta sexta-feira, que também vai até a entidade que comanda o futebol mundial para tratar do assunto.

Em fevereiro de 2011, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) havia publicado resolução atestando os dois times como campeões brasileiros de 1987. O Sport , então, conseguiu que a entidade voltasse atrás em junho, acatando decisão da 10ª Vara da Justiça Federal. Para os cariocas, a equipe pernambucana está sujeita a punição por ter apelado à Justiça comum para resolver uma questão esportiva.

A intenção dos nordestinos é se defender. O vice-presidente jurídico, João Humberto Martorelli, viaja a Zurique no dia 18. Ele terá a companhia de um advogado especialista em casos na Fifa.

"O nosso vice-presidente jurídico, o dr. João Humberto Martorelli, também vai até a Fifa mostrar os documentos que temos que provam o nosso título de 1987. Vamos provar que isso é uma questão antiga e que já foi definida há muito tempo", comentou Gustavo Dubeux, presidente do Sport.

Como o título daquele ano está atualmente nas mãos do Sport, o São Paulo segue com a Taça das Bolinhas, dada pela CBF à primeira equipe que faturou o Campeonato Brasileiro cinco vezes - desconsiderando os títulos conquistados antes de 1971, reconhecidos pela entidade em 2010.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.