Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Souza quer seu espaço no Fluminense sem brigar com ninguém

Apesar da concorrência, meia aposta na versatilidade. Com Muricy, ele só não jogou como goleiro ou zagueiro.

Marcello Pires, enviado iG a Mangaratiba |

Souza pode não ter o status de um Conca ou um Deco, mas também não pode ser considerado um jogador comum. Sem falar que ele foi indicado por ninguém menos do que Muricy Ramalho. Com dois títulos brasileiros, uma Libertadores e um Mundial pelo São Paulo, o ex-meia do Grêmio não voltou para o Rio de Janeiro apenas para fazer figuração no elenco do Fluminense. Porém, ele reconhece que a concorrência nas Laranjeiras é pesada e afirma que vai lutar por seu espaço sem causar confusão.

“Estou tranqüilo. O Muricy me conhece bem e com ele eu só não joguei de goleiro e zagueiro. Sei que a briga por uma posição é complicada. O Conca, por exemplo, fez chover ano passado, mas vim pra buscar meu espaço sem brigar com ninguém”, disse o jogador.

Photocamera
Souza se apresentou nesta sexta-feira como novo reforço do Fluminense para 2011

E foi justamente sob o comando de Muricy que Souza viveu seu melhor momento na carreira. Ao lado do treinador, o meia brilhou com a camisa do São Paulo de 2006 a 2008. Apesar dos dois serem velhos companheiros, o jogador admite que já tomou muita bronca do treinador nos tempos de Morumbi.

“Ele é exigente e gosta de trabalhar. Mas assim que cheguei conversamos por uns dez minutos e ele já me passou as regras e me disse como as coisas funcionam aqui”, disse Souza.

Mesmo com um currículo repleto de títulos importantes e com passagens por vários times grandes, como São Paulo, Grêmio, Botafogo e Paris Saint Germain, Souza sabe que toda apresentação em um novo clube é um momento difícil e dá aquele friozinho na barriga. Talvez por isso, o jeito brincalhão do meia deu lugar a um cara sério e travado. Mas pelo visto, esse perfil não deve se manter por muito tempo.

“Eu continuo sendo o mesmo de sempre, mas hoje é apresentação, a primeira coletiva, é sempre diferente. Eu acabei de chegar e por isso a intimidade com vocês ainda é pequena, mas com o decorrer da semana as brincadeiras vão acabar acontecendo naturalmente”, afirmou o jogador.

Apesar de já ter conquistado quase todos os títulos em sua carreira, Souza reconhece que sua vinda para o Fluminense é um dos maiores desafios de sua vida. Humilde, ele ressaltou que jogador de futebol tem sempre que estar provando algo.

“Eu quero conquistar aqui tudo aquilo que conquistei nos clubes por onde passei. Apesar de não ser mais um garoto, não quero saber de acomodação. O brasileiro tem memória curta e as pessoas se esquecem do que você fez. Já passou um filme pela minha cabeça quando cheguei aqui e eu quero que esse filme se torne realidade”, ressaltou o jogador.
 

Leia tudo sobre: FluminenseSouza

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG