Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Souza e Araújo afirmam que Deco precisa de tempo de readaptação

Com passagens no futebol estrangeiro, companheiros minimizam lesão e pedem paciência aos torcedores do Fluminense

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Desde que chegou ao Fluminense em agosto de 2010, Deco vem sofrendo com seguidas lesões musculares. Após desfalcar a equipe na reta final do Brasileiro com problemas na coxa direita, o meia voltou a sentir na vitória de 6 a 2, contra o Olaria, domingo. Só que desta vez o problema que o tirou de campo foi na coxa esquerda. Pior do que as dores é a desconfiança do torcedor. Com passagens pelo futebol estrangeiro, Souza e Araújo apóiam o companheiro e afirmam que o jogador só precisa de tempo para se readaptar ao futebol brasileiro.

Ex-jogador do Paris Saint Germain, Souza minimiza a série de lesões do jogador, lamenta a contusão do companheiro e pede paciência ao torcedor do Fluminense. O meia lembra que é natural que Deco esteja sentindo dificuldades na sua readaptação ao futebol brasileiro após mais de dez temporadas na Europa.

AE
Deco em ação contra o Olaria. Jogador saiu de campo sentindo lesão na coxa

“Claro que o Fluminense perde sem ele, pois é um jogador de qualidade. Mas ele passou muito tempo na Europa e precisa se acostumar com o ritmo do futebol brasileiro. Na Europa, o jogador joga uma vez por semana, aqui muitas vezes entramos em campo até três vezes. Ele ainda precisa de um tempo para se adaptar e vai ter todo nosso apoio para voltar o mais rápido. Os torcedores precisam ter paciência. Na Europa, o futebol é mais mecânico, aqui é mais dinâmico“, explicou Souza.

Há três anos fora do Brasil, Araújo concorda com o meia e diz que Deco precisa de mais tempo. Com passagens pelo Japão e Catar, o atacante afirma que o tempo de adaptação é uma coisa muito individual e que pode ser diferente em cada país.

“Isso é imprevisível. No Japão, em demorei um mês para estar bem. Já no Catar, em uma semana já estava adaptado e jogando normalmente. No Brasil, o calendário é maior e mais complicado. São muito mais jogos que na Europa e por isso ele pode estar tendo dificuldades para se adaptar. Mas é um grande jogador, vai dar a volta por cima e tenho certeza de que vai nos ajudar muito nesta temporada”, afirmou Araújo.

Leia tudo sobre: FluminenseDecocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG