Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Soutto espera aproveitar chance para se firmar no Atlético-MG

Com titular contundido, jovem atleticano tem mostrado sua qualidade e esperar não sair mais do time

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Fillipe Soutto tem mostrado que o período no banco de reservas não atrapalhou seu crescimento
Titular do Atlético-MG nas duas últimas partidas por conta da lesão de Leandro Donizete , o volante Fillipe Soutto espera aproveitar bem o momento para voltar a ser o dono da posição. Se ano passado ele fazia com Pierre uma dupla incontestável, Soutto perdeu espaço com a chegada de Leandro Donizete. As boas atuações diante do Cruzeiro e do Penarol-AM deixaram o jovem atleticano animado.

Veja também: Confira a classificação atualizada do Campeonato Mineiro

“Estou muito satisfeito por jogar e corresponder à altura toda a expectativa da torcida e do treinador. Fizemos uma primeira fase muito boa no Estadual e, agora, falta pouco para confirmarmos a liderança. Temos a consciência de que um empate já nos dá essa condição, mas o pensamento inicial é o da vitória, pois queremos fazer a melhor campanha possível no Mineiro. O time do Tupi não é bobo e está praticamente classificado para a próxima fase. A possibilidade de nos enfrentarmos nas semifinais é grande e, por isso, devemos utilizar esse jogo de domingo também como um estudo de um possível adversário no mata-mata”.

Leia também: Além da bicicleta, Atlético-MG se destaca com dois gols de longe

Com os cinco gols marcados diante do Penarol-AM, o Atlético-MG chegou a 34 em 12 partidas na temporada. Responsável por abrir a goleada, Fillipe Soutto se tornou o primeiro volante alvinegro a balançar as redes adversários em 2012. Agora ele tem três gols em 48 partidas na equipe profissional.

“Busco arriscar bastante, pois tenho a consciência que o chute forte sempre surpreende o goleiro. Principalmente quando o campo é pequeno, como era o caso do jogo de Manaus. Treino essa batida de fora da área exaustivamente para melhorar sempre. Geralmente, os chutes de longa distância que entram resultam em belos gols e acho que, por isso, tenha surgido essa história de que só faço gols bonitos. Contra o Palmeiras, ano passado , não foi na força e nem de longe, mas foi bonito pela composição da jogada de contra-ataque. Viemos tocando bola do campo de defesa e, quando saí na cara do gol, só tive o trabalho de tirar do goleiro. Isso mostra que se faço belos gols, devo também aos meus companheiro, que criam as jogadas ou dão a opção do passe, abrindo espaço para que eu possa finalizar”.

 

Leia tudo sobre: Atlético-MGMineiro 2012Fillipe Soutto

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG