Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

SOS Neymar: Mano arma esquema para atacante fugir dos caçadores

Garoto mudará de lado e atuará na direita contra o Equador, nesta quarta, para ser auxiliado por lateral

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a Córdoba |

EFE
Neymar ainda não brilhou na Copa América e tem nova chance contra o Equador
SOS Neymar . As mudanças que Mano Menezes pretende fazer na seleção brasileira para enfrentar o Equador nesta quarta-feira (21h45) são para ajudar o atacante a não ficar tão sozinho. Mesmo se não trocar peças e mantiver o time que começou a partida contra o Paraguai, o posicionamento do atacante será diferente - em vez de focar na esquerda, cairá na direita para ter ajuda de Daniel Alves ou de Maicon , se Mano confirmar a mudança.

Na análise do treinador, Neymar tem ficado isolado e tendo, às vezes, três jogadores o marcando. O jogador para auxiliá-lo seria André Santos , já que o camisa 11 atua pela esquerda, na mesma faixa do lateral. Mas o ex-jogador do Corinthians não tem apoiado com eficiência. Por que então não trocar André? Porque o reserva dele, Adriano , não tem treinado bem e não tem a confiança do treinador.

O jeito então é trocar Neymar de lado. No treino de segunda-feira, Mano testou dois jogadores ajudando o atacante: primeiro o titular Daniel Alves, depois o reserva Maicon. Nesta segunda hipótese, Mano sacou Jadson e colocou novamente Robinho , aparentemente uma formação para caso de o jogo contra o Equador não seguir conforme Mano imagina (ou seja, precise atacar com mais opções).

Bola nos pés
A presença de Daniel Alves ao lado de Neymar é interessante porque o lateral é o que mais ficou com a bola nos pés nos dois jogos do Brasil até agora na Copa América (Venezuela e Paraguai), segundo números do Footstats. Com isso, a bola chegaria também com mais facilidade aos pés do atacante.

“O Neymar está sendo marcado por três jogadores muitas vezes. Ele tem que entender que tem espaço atrás dele, mas também precisa de ajuda para conseguir sair dessa marcação”, explicou Mano.

Outro jogador que pode ajudá-lo é Jadson. O meia deve ser mantido desde o início e a ordem é se aproximar dos atacantes, além de auxiliar Ganso na armação das jogadas. “Não me sinto titular ainda, mas acho que fiz uma boa partida. O Mano não me disse se vou jogar, só na quarta, mas acho que fiz a função que me foi pedida”, disse Jadson.

Leia tudo sobre: seleção brasileiracopa américa 2011neymarJadson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG