Tamanho do texto

Campeões em 1998, franceses não serão cabeça de chave nas eliminatórias e podem ficar em grupo difícil

Seedorf e seleção da Holanda não se classificaram para a Copa do Mundo de 2002
Getty Images
Seedorf e seleção da Holanda não se classificaram para a Copa do Mundo de 2002
O sorteio das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, que acontece neste sábado, no Rio de Janeiro, pode formar mais uma vez um dos chamados ‘grupos da morte’. Na última quarta-feira, a Fifa divulgou os potes de cada continente para o sorteio, definidos pelo posição das seleções no ranking da entidade. Sobrou para a França , ‘rebaixada’ ao segundo grupo, a seleção comandada por Laurent Blanc poderá cair em um grupo com, por exemplo, a atual campeã Espanha .

Além dos espanhóis, Holanda, Alemanha , Inglaterra , Portugal , Itália , Croácia, Noruega e Grécia serão os cabeças de chave do sorteio. Serão nove grupos nas eliminatórias da Europa, oito com seis seleções e um com cinco. Todos os primeiros colocados de cada chave estarão garantidos na Copa do Mundo de 2014, enquanto os oito melhores segundo colocados disputam uma repescagem entre si e mais quatro seleções garantem a vaga para o Mundial.

Novo drama?
Caso fique realmente em um ‘grupo da morte’, a França pode reviver um drama sofrido nas eliminatórias para a Copa do Mundo da África. Após ter ficado na segunda colocação de um grupo que tinha Sérvia, Áustria, Lituânia, Romênia e Ilhas Faroé, os campeões de 98 tiveram que disputar a repescagem contra a Irlanda, só se classificando com o polêmico gol do zagueiro Gallas, na prorrogação, após o atacante Henry ajeitar a bola com a mão.

Outros grupos da morte
Na história das eliminatórias européias, muitas seleções tiveram dificuldade ou até não conseguiram a classificação para a Copa do Mundo por terem caído em um grupo teoricamente mais difícil.

Portugal - Eliminatórias para a Copa de 2010

Mesmo sem nenhuma seleção campeã mundial, o grupo 1 das eliminatórias européias para a Copa do Mundo da África era o mais equilibrado. Tanto que a seleção portuguesa, com Cristiano Ronaldo, Nani e companhia só conseguiu o segundo lugar, classificando-se na repescagem, após duas vitórias sobre a Bósnia Herzegovina. A Dinamarca ficou em primeiro na chave, que ainda teve Suécia, Hungria, Albânia e Malta.

Holanda e Alemanha - Eliminatórias para a Copa de 2002

Seedorf e seleção da Holanda não se classificaram para a Copa do Mundo de 2002
Getty Images
Seedorf e seleção da Holanda não se classificaram para a Copa do Mundo de 2002
Grande ausência na Copa do Mundo de 2002, a seleção holandesa, comandada a época por Louis Van Gaal, terminou apenas na terceira colocação do grupo 2 nas eliminatórias. O grupo tinha Portugal, que terminou na primeira colocação, Irlanda, Estônia, Chipe e Andorra. Nem mesmo os gols do atacante van Nistelrooy fizeram a seleção, que também tinha nomes como Seedorf, Davids e van der Vaart, conseguir a classificação.

Outra seleção que quase ficou pelo caminhou foi a Alemanha. Ao lado de Inglaterra, Finlândia, Grécia e Albânia, a seleção que depois chegaria à final contra o Brasil, só conseguiu o segundo lugar do grupo, disputando a repescagem contra a Ucrânia. Após empate de 1 a 1 no primeiro jogo, em Kiev, os alemães venceram a segunda partida por 4 a 1, com dois de Michael Ballack, que depois seria um dos destaques do torneio.

Itália e Portugal - Eliminatórias para a Copa de 1998

O sistema de repescagem para os melhores segundos colocados acabou possibilitando a classificação da Itália à Copa do Mundo da França. Mesmo com um bom desempenho no grupo 2, com cinco vitórias e três empates, os italianos terminaram na segunda colocação, atrás da Inglaterra. Polônia, Geórgia e Moldávia completavam a chave. Na repescagem, um empate de 1 a 1 fora, e uma vitória por 1 a 0 em casa garantiu a classificação da Itália.

Já Portugal não teve a mesma sorte. Em terceiro no grupo 9, atrás de Alemanha e Ucrânia, o país não conseguiu se classificar para o torneio na França, deixando a geração de Figo, Rui Costa e Nuno Gomes fora do Mundial.

Inglaterra e França - Eliminatórias para a Copa de 1994

A derrota para a Holanda foi determinante para a ausência da Inglaterra na Copa do Mundo dos Estados Unidos. A terceira colocação no grupo 2, liderado pela Noruega, com Holanda em segundo e Polônia, Turquia e San Marino completando a lista, eliminou os campeões de 1966, que não ficavam de fora de uma Copa desde 1978.

O grupo com Suécia, Bulgária, Áustria, Finlândia e Israel não parecia tão difícil, porém, o poderoso ataque dos búlgaros, comandados por Stoichkov, deixou a França com a terceira colocação do grupo 6 nas eliminatórias para a Copa de 1994. A Suécia ficou na primeira colocação, com a Bulgária em segundo.