Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sonho da torcida, rebaixar o Cruzeiro não empolga os jogadores

Enquanto torcedores desejam queda de rival depois do clássico, jogadores focam a luta contra a degola

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Sempre atrás do rival nós últimos anos , o Atlético-MG teve a chance de mudar o rumo em 2009. Mesmo com 14 pontos de vantagem sobre o Cruzeiro em determinados momentos da competição, o time alvinegro vacilou nas últimas rodadas e ficou atrás do rival, terminando o Brasileirão sem a vaga na Copa Libertadores. A nova chance de superar o Cruzeiro pode ter uma diferença dos anos anteriores.

Veja também: Atlético tem quatro pontos de vantagem sobre o Z-4. Veja a classificação

Com o clássico disputado na última rodada , o Atlético-MG pode ter a oportunidade de rebaixar o maior rival. Situação que não passava pela cabeça dos cruzeirenses no começo do ano. Em março, quando a tabela do Brasileirão foi divulgada, o Cruzeiro era chamado ao Barcelona da América do Sul por conta da grande campanha na Copa Libertadores. Assim, o discurso na Toca da Raposa era de ser campeão sobre o Atlético-MG . Oito meses depois, o volante Marquinhos Paraná não quer chegar ao clássico com chance de queda, o mesmo vale para o Atlético-MG .

null

Leia também: Atlético-MG luta para acabar com hegemonia de oito anos do rival

A vacilada de 2009 rendeu uma gozação que os atleticanos pretendem dar o troco em 2011. Naquele ano o time alvinegro ficou 24 das 38 rodadas no G-4, mas acabou fora da Libertadores do ano seguinte e uma das vagas ficou com o Cruzeiro. Desde então a torcida celeste chama os atleticanos de “flanelinhas” , por guardarem a vaga na competição continental. Na competição atual o Atlético-MG passou 15 rodadas no Z-4 e pode ver o rival entrar na zona da degola nas próximas rodadas. Ano passado o Atlético-MG já deu uma boa resposta ao vencer o rival em Uberlândia, no returno. Para muitos, o jogo foi determinante para que o Cruzeiro não fosse campeão brasileiro.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Se para o torcedor atleticano vai ter um gostinho especial poder ver o rival rebaixado pela primeira vez, ainda mais em um clássico, os jogadores do Atlético-MG preferem não entrar no campo da rivalidade e adotam um discurso politicamente correto.

Leia também: Cruzeiro abusa das metáforas para não falar em rebaixamento

“Vamos ser profissionais, independentemente de ser o Cruzeiro, vamos entrar para ganhar. Cada um com os seus problemas. O Cruzeiro vai ter os problemas deles e nós vamos ter os nossos, então não vamos pensar no Cruzeiro na última rodada. Vamos ver o que acontece na última rodada, mas preocupar sempre em fazer o nosso trabalho, pois somos profissionais”, disse o meia Daniel Carvalho .

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time

Já o técnico Cuca vive uma situação inusitada. Comandante do Cruzeiro até junho , ele pode se rebaixar. O treinador ficou à frente de equipe celeste até a quinta rodada do Brasileirão. Por conta da amizade com os jogadores cruzeirenses e com a diretoria, o treinador atleticano revelou que torce pelo bem do futebol mineiro. “Sinceramente, eu quero que as cosias deem certo para nós, que a gente consiga o objetivo, e torço pelo futebol de Minas também”, declarou o treinador durante o mês de outubro.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG