Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Somália e Guerreiro não enfrentam o Prudente

Jogadores do Botafogo estão machucados e nem foram relacionados para a partida

Gazeta Esportiva |

O Botafogo terá dois desfalques no confronto deste domingo, às 17 horas (de Brasília), contra o Grêmio Prudente, no Engenhão, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Os volantes Leandro Guerreiro e Somália não participaram do recreativo realizado na manhã deste sábado, na sede de General Severiano, e não serão relacionados.

Leandro Guerreiro, com dores no calcanhar direito, e Somália, com lesão nos ligamentos do joelho esquerdo, ficaram fazendo tratamento no departamento médico. O atacante argentino Herrera, que se recupera de cirurgia no ombro esquerdo, chegou a treinar com o grupo, mas também não foi relacionado por uma questão de cautela. Os três deverão reaparecer na última rodada, em Porto Alegre (RS), diante do Grêmio.

Como de costume, Joel Santana não divulgou a escalação, mas a vaga de Leandro Guerreiro deverá ser ocupada pelo zagueiro Danny Morais, que cumpriu suspensão na derrota de 2 a 1 para o Internacional. O meio-campo deverá ser composto por Fahel, Edno e Lucio Flavio, com Jobson e Loco Abreu formando a dupla de frente. O esquema é mais ousado porque o Glorioso, com 56 pontos, precisa de uma vitória para se manter na briga por uma vaga na Copa Libertadores.

Apesar de Joel Santana não confirmar, o Botafogo deverá ser escalado com: Jéfferson, Antônio Carlos, Márcio Rosário e Danny Morais; Alessandro, Fahel, Edno, Lucio Flavio e Marcelo Cordeiro; Jobson e Loco Abreu. Após o rachão deste sábado, começou o período de concentração para a partida contra o lanterna do Campeonato Brasileiro. O time paulista já está rebaixado.

Fora de campo, a diretoria espera concluir nesta semana a negociação para a renovação de contrato de Joel Santana, que já vem participando do processo de formação do elenco para a próxima temporada, mas que não confirmou ainda se vai permanecer em General Severiano em 2011. Os dirigentes, porém, dão o acerto como praticamente concretizado.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato brasileirofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG