Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sócrates recebe alta e lança campanha por eleição direta na CBF

Depois de passar pela UTI por conta de uma hemorragia, ex-jogador de 57 anos foi liberado neste sábado

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Arquivo pessoal
Sócrates durante fisioterapia ainda no hospital
Depois de oito dias internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, o ex-jogador Sócrates teve alta na manhã deste sábado. Destaque na história do futebol brasileiro e um dos idealizadores da “Democracia Corintiana”, o “Doutor” teve de ir para a UTI após uma hemorragia digestiva . Logo na saída do hospital, o capitão da seleção de 1982 já saiu falando em lançar uma campanha para a diretas da presidência da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

"Estou bem e já quero lançar uma nova campanha, a campanha das diretas já para a presidência da CBF", falou ele muito bem humorado.

Sócrates, que teve que conversar pouco com a imprensa para poder ter repouso absoluto, deve, inclusive, iniciar conversas com o senador Eduardo Suplicy para que a campanha ganhe corpo.

Apesar dos médicos evitarem apontar o motivo da hipertensão portal – que causou a hemorragia -, o problema é normalmente relacionado à cirrose, em que há um funcionamento anormal do fígado. O “Doutor”, apelido que Sócrates recebeu por conta de sua formação em medicina, agora terá de ser submetido a uma dieta especial e, até o momento, os médicos descartam a necessidade de um transplante de fígado .

"Estou muito bem, ainda mais saindo do hospital com um dia de sol desses. Eu nasci de novo e tenho que agradecer a todo mundo pelo carinho que tiveram comigo", completou.

null

O Doutor
Sócrates é um dos maiores ídolos da história do Corinthians e um dos principais nomes da seleção brasileira pós-era Pelé. Formado em medicina, se destacou fora de campo por conta de sua participação política e intenso debate sobre o estabilishment do futebol, cujo principal resultado foi o projeto "Democracia Corintiana", anos nos quais, apoiado em regime mais aberto entre jogadores, comissão técnica e diretoria, o clube paulista conquistou o bicampeonato estadual em 1982/83.

Apelidado de "Doutor", Sócrates e seu estilo elegante, no qual se destacava o uso do calcanhar, tiveram seu auge na primeira metade da década de 80, quando além de vencer títulos pelo Corinthians o craque foi apontado pela imprensa internacional como o melhor jogador do Brasil que encantou a todos na Copa do Mundo de 1982, na Espanha. Foi também eleito o melhor jogador sul-americano de 1983 no mais importante prêmio do continente, concedido pelo jornal uruguaio "El País". Tamanho prestígio o levou à Fiorentina, da Itália, onde acabou por fracassar e retornar ao Brasil em 1985.

Em 2004, Sócrates entrou na lista da Fifa (Federação Internacional de Futebol) dos 100 melhores jogadores vivos. Em anos anteriores já havia também sido premiado por veículos como a revista "World Soccer" e a TV norte-americana CNN como um dos maiores jogadores de todos os tempos. Irmão do ídolo são-paulino Raí, Sócrates hoje participa como comentarista do programa "Cartão Verde", da TV Cultura.

Leia tudo sobre: sócratescorinthiansseleção brasileira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG