Clube não tinha condições de manter Ronaldo preso como faz com o “Imperador”

Ronaldo recepcionou Adriano no Corinthians
AE
Ronaldo recepcionou Adriano no Corinthians
Os dois últimos atacantes de seleção brasileira contratados pelo Corinthians conviveram em tempos diferentes com o mesmo problema dentro do clube: o sobrepeso. Ronaldo e Adriano não chegaram a atuar juntos no Parque São Jorge, mas precisam conviver com as mesmas piadas sobre quanto pesam. A diferença entre os dois está no tipo tratamento que cada um recebeu do clube para lidar com os quilos a mais.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores corintianos

Bruno Mazziotti, fisioterapeuta que chegou ao Corinthians com Ronaldo no início de 2009, tem cuidado também de Adriano e convivido com sua luta para entrar em forma. Para ele, não se pode comparar os casos. Segundo Mazziotti, o peso de Ronaldo não preocupava tanto como acontece hoje com Adriano. O motivo seria a lesão que Adriano teve em abril de 2011 no tendão de Aquiles esquerdo, que piora suas dores se ele se mantém com sobrepeso.

Leia também: Adriano atinge menor peso desde que chegou e anima o Corinthians

“O corpo do Ronaldo foi se moldando ao longo do tempo. Ele ganhou peso e era a atribuição do departamento médico dar condições a ele de se movimentar e jogar futebol dentro das possibilidades que ele apresentava. A gente não tinha tanta preocupação como peso porque ele continuava tendo bom rendimento, mesmo com as lesões que ele teve”, comentou.

Confira ainda: Em jejum, Liedson tem seca de gols inédita com a camisa corintiana

“No caso do Adriano essa questão se torna mais preocupante. A gente tem que se precaver pela lesão que ele teve no tendão, uma região de movimento e giro muito importante para a prática do futebol. O Ronaldo teve lesões sérias nos joelhos, e claro, tinha de diminuir o peso, mas era um ajuste clínico que não afetava tanto no campo”, completou o fisioterapeuta.

Um dos motivos alegados pelo Corinthians para sugerir a Adriano que ele ficasse no CT do clube para ter uma dieta balanceada e exercícios regrados, foi que se ele não perdesse peso, ele não conseguiria jogar por causa da sua insegurança em fazer movimentos com o tornozelo esquerdo.

“Com um peso mais próximo do ideal, ele tem um automatismo maior no gesto com o tendão. Mais pesado, é como você colocar caneleiras de dois em cada perna. É claro que o movimento não vai ser natural”, disse o fisioterapeuta. Quando Adriano se contundiu, o médico do clube já alertava que o sobrepeso seria seu pior inimigo caso quisesse voltar a jogar em alto nível.

Fora a diferença no tipo de lesões de Ronaldo e Adriano, pode-se dizer que pesou contra Adriano o fato de ele ter chegado a um clube mais estruturado do que teve Ronaldo. O hotel corintiano no CT do Parque Ecológico só ficou pronto em dezembro de 2001, 10 meses depois de Ronaldo se aposentar . A estrutura que o clube tem hoje permite a ele manter um jogador concentrado sem custos extras.

“É uma estrutura fantástica que permite esse tipo de intervenção. A gente tem todas as condições para fazer o Adriano emagrecer e temos de aproveitá-las”, disse Fábio Mahseredjian, preparador físico corintiano.

E mais: Adriano tem cinco jogos no Paulista para se garantir de vez na Libertadores

O regime de concentração de Adriano, que durou quatro noites na semana passada e mais três nesta (ele ainda dorme no CT nesta sexta) rendeu a ele o peso mais baixo desde que chegou ao clube segundo Mahseredjian. Ele não diz quanto é, mas no início do mês, o médico Joaquim Grava disse que ele pesava 104 kg, quando o ideal é 98 kg.

O peso de Ronaldo também foi tabu no Corinthians. Quando se aposentou, ele alegou que sofria de hipotireoidismo , problema que na verdade não gera sobrepeso. Adriano não tem esse tipo problema e com uma dieta balanceada tem se aproximado do seu peso ideal. Falta agora repetir Ronaldo, que mesmo mais “gordinho”, correspondeu em campo, o que o "Imperador" ainda está devendo. Sua nova chance será neste sábado, contra o São Caetano.

Entre para a torcida virtual do Corinthians e o ajude a se manter no topo do ranking

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.