Favoritismo não ganha jogo - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sóbis alerta Inter: Favoritismo não ganha jogo

Atacante entende que seus companheiros precisam ficar atentos para não subestimarem os rivais

Gazeta Esportiva |

Até agora a maior surpresa do Mundial de Clubes foi a vitória do Mazembe por 1 a 0 sobre o Pachuca, do México. Fato esse que deixa ressabiados alguns torcedores e jogadores do Inter. Como muitos apontaram uma certa soberba dos mexicanos como causa da derrota, os atletas colorados vêm alertando para os perigos dos africanos.

Para o atacante Rafael Sóbis, os gaúchos precisam ficar atentos para não subestimarem os rivais, independentemente do país ou de sua tradição futebolística.

"Independentemente do país e do time, o futebol está igualado. Favoritismo não ganha jogo. O Pachuca era uma boa equipe e não adiantou", afirmou o centroavante, acompanhado pelo lateral Kléber.

"Nossa equipe, desde que o Celso chegou, adquiriu um esquema tático ofensivo, então a gente procura destacar isso. Para não sermos surpreendidos, não podemos subestimar o Mazembe, como o Pachuca fez", comentou.

Já o técnico Celso Roth fez questão de dizer que a preparação está toda dentro do previsto. "Nossa preparação está dentro do planejado. Tudo correndo muito bem. O jogo será difícil e complicado", disse o treinador, que neste momento realiza um treino fechado visando a partida desta terça-feira, assim como fizeram os congoleses.

No duelo, mesmo com os mistérios nesta última atividade, o comandante deve ir a campo com: Renan; Nei, Bolívar, Índio e Kléber; Wilson Matias, Guiñazu, Tinga e D'Alessandro; Rafael Sóbis e Alecsandro.

Leia tudo sobre: internacionalmundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG