Santistas torcem por empate ou vitória dos venezuelanos no Chile para terem mais chances na Libertadores

Apesar de só voltar a campo pela Copa Libertadores na próxima quinta-feira, quando tem duelo decisivo contra o Cerro Porteño, no Paraguai, o Santos estará atento ao outro jogo da rodada do grupo 5. Nesta terça-feira, o Colo Colo, segundo colocado com seis pontos, encara o Deportivo Táchira, que só somou dois pontos até aqui e ocupa a lanterna. No confronto, marcado para 21h30 (de Brasília), em Santiago, o Peixe torcerá para que a equipe venezuelana consiga ao menos o empate, para que suas chances de classificação aumentem.

Derrotado pelo Santos por 3 a 2, na Vila Belmiro, o Colo Colo demonstrou bom desempenho no Campeonato Chileno no último fim de semana, quando goleou o La Serena por 4 a 1. Para enfrentar o Táchira, a equipe não poderá contar com o zagueiro Scotti e com o meia Jorquera, mas terá os retornos do atacante Paredes e do meia Millar.

Para o técnico Américo Gallego, o fraco desempenho do já eliminado Táchira não pode fazer com que o Colo Colo entre em campo pensando que já está com a vitória garantida.

"Seria um erro dizer que já ganhamos esta partida antes de entrar em campo. Apesar da vitória na primeira partida (4 a 2 para o Colo Colo, na Venezuela) o Táchira no complicou com os seus atacantes, que são muitos rápidos", lembrou Gallego.

Mais jogos
Nos outros dois jogos desta terça-feira, a classificação de mais uma equipe para as oitavas de final será definida no grupo 8. No Equador, às 19h15 (de Brasília), a LDU (sete pontos) recebe o Godoy Cruz (sete pontos) em confronto em que, quem vencer, selará uma das vagas. Na outra partida, no mesmo horário, o líder Peñarol (nove pontos), que já garantiu presença nas oitavas, recebe o quase eliminado Independiente (cinco pontos), que depende de uma combinação improvável para avançar de fase.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.