Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Só vitória interessa ao Fluminense contra um embalado Vasco

Líder do Grupo A, time vascaíno fica perto da classificação se vencer. Em caso de derrota, Flu se complica

Hiton Mattos e Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Se domingo passado era o Vasco que precisava desesperadamente de uma vitória contra o Botafogo para seguir vivo na disputa do Campeonato Carioca, uma semana depois é o Fluminense que entra em campo pressionado. Após uma vitória heróica sobre o América-MEX, na quarta-feira, pela Libertadores, o Tricolor das Laranjeiras precisa vencer de qualquer jeito o embalado time de Ricardo Gomes, às 18h30, no Engenhão, pela quinta rodada da Taça Rio, para se manter com chances na competição.

Na terceira colocação do Grupo B, com sete pontos, a tarefa do Fluminense não é das mais fáceis. Afinal, o Vasco lidera o Grupo A com nove e vive o melhor momento da temporada depois da excelente estreia de Diego Souza. No entanto, viver no fio da navalha e jogar no limite tornaram-se comum para o time de guerreiros das Laranjeiras.

"Percebi isso desde que cheguei. O Fluminense é sinônimo de superação. Em 2009, a chance de ser rebaixado era absurda e eles se superaram. E no ano passado, o time foi campeão do campeonato mais difícil do planeta. Esse grupo tem dado seguidas demonstrações de superação. Espero que eles tenham recuperado esse espírito após a vitória sobre o América-MEX e consigam uma sequência de vitórias”, lembrou Enderson Moreira, técnico interino do Fluminense.

O poder de superação tricolor impressionou até os jogadores do Vasco. Éder Luis foi um deles. Após considerar o Fluminense morto com a saída de Muricy Ramalho e afirmar publicamente que secou o rival  contra o América-MEX, o atacante se surpreendeu com a resposta em campo dada pelo time.

“Achei que o Fluminense não ia vencer. Mas com esta vitória eles ressuscitaram e provaram que têm jogadores que decidem. Não vamos achar que com a gente será a mesma coisa. Mas, normalmente, quando você vem de um resultado desses, a tendência é crescer, porque você ganha confiança. Por isso, precisamos de atenção”, alertou o atacante do Vasco Éder Luis.

Se o técnico Enderson Moreira mais uma vez não poderá contar com Leandro Euzébio, que passou por uma artroscopia no joelho direito e ficará 45 dias longe dos gramados, e Carlinhos, com uma entorse no tornozelo esquerdo, que só deve voltar na semana que vem, Ricardo Gomes também não terá os laterais Fagner, com uma torção no joelho direito, e Ramon, que levou um gancho de três partidas por causa da expulsão contra o Macaé, na abertura da Taça Rio.

Apesar dos desfalques e da campanha irregular do Fluminense na temporada, Ricardo Gomes não engrossa a lista dos críticos que consideram o adversário em crise. Pelo contrário, ídolo do rival na sua época de jogador, o ex-zagueiro conhece bem a força do clube Laranjeiras nos clássicos regionais.

“Não sou desta lógica que o Fluminense estava mal. É o atual campeão brasileiro. Não vinha mal, pelo contrário, vem bem. Esta lógica fica pra vocês. Pra mim, ele nunca esteve mal. É um grande adversário e vamos enfrentá-lo independentemente da vitória de quarta-feira. Os clássicos regionais têm vida, pré e pós-jogo, e o entusiasmo vem naturalmente, afirmou o técnico do Vasco, que correu o risco de perder Diego Souza para o clássico, gripado.

Enderson Moreira não completou nem uma semana de clube, por isso reconhece que não pode falar muita coisa sobre o adversário deste domingo. No entanto, com passagens por Cruzeiro, Atlético-MG e Internacional, ele conhece bem algumas peças à disposição de Ricardo Gomes para o clássico.

“Não posso falar muito sobre o Vasco, mas é uma equipe compacta, com uma defesa forte e que se estruturou após a chegada do Ricardo Gomes. Conheço bem o Bernardo e o Diego Souza, que estava no Galo, mas não apresentou o melhor que pode. Acompanhei o Éder Luis na base do Atlético e o Alecsandro no Inter. Eles têm uma Temos que ter atenção nos detalhes, na postura e concentração para atacar. Ao mesmo tempo temos que nos cuidar para não sermos surpreendidos”, analisou o treinador do Fluminense.
 

FICHA TÉCNICA FLUMINENSE X VASCO

Local: Engenhão (RJ)
Data: 27 de março de 2011, domingo
Horário: 18h30h (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva
Assistentes: Rodrigo pereira Joia e Rodrigo Figueiredo Henrique Correa

FLUMINENSE: Ricardo Berna; Mariano (Deco), Gum, Digão e Julio Cesar; Valencia, Diguinho, Souza e Conca; Emerson e Fred. Técnico: Enderson Moreira.

VASCO: Fernando Prass; Allan, Dedé, Anderson Martins e Márcio Careca; Eduardo Costa, Rômulo, Felipe e Bernardo; Diego Souza e Eder Luis. Técnico: Ricardo Gomes.

Leia tudo sobre: Campeonato carioca 2011FluminenseVasco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG