Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Situação do Grêmio Prudente não ilude os jogadores do Atlético-MG

Apesar do rival na Copa do Brasil estar na lanterna do Paulista, atleticanos esperam por jogo difícil

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Apesar de não atravessar seu melhor momento na temporada, o Atlético-MG é o favorito para o confronto com o Grêmio Prudente, pela segunda fase da Copa do Brasil, nesta quinta-feira, às 20h, no Prudentão. Se o Atlético-MG tem sido cobrado pela torcida por não apresentar um bom futebol e estar atrás do Cruzeiro no Campeonato Mineiro, a situação do Grêmio Prudente é bem pior no Campeonato Paulista.

Com apenas 11 pontos em 16 jogos, a equipe de Presidente Prudente precisa vencer as três últimas partidas no estadual para não ser rebaixada. Apesar de ter pela frente um time que luta contra a queda, os jogadores do Atlético-MG dizem não esperar por um jogo fácil nesta quinta-feira.

O meia Ricardinho diz que favoritismo não ganha jogo e lembra que o Grêmio Prudente está na elite do futebol de São Paulo, apesar da campanha ruim. “Apesar estar mal no paulista, é uma equipe que que disputa a Primeira Divisão e temos de ter cuidado. Favoritismo se conquista dentro do jogo, se mostrando que é melhor. Temos de preparar e mostrar que somos melhores, passar de fase , já que nosso objetivo é buscar essa competição”.

O confronto entre Atlético-MG e Grêmio Prudente não é novidade em mata-mata. Ano passado as duas equipes e se enfrentaram na primeira fase da Copa Sul-Americana. Apesar de toda a dificuldade, o time mineiro se classificou, com um gol de Ricardinho, aos 47 minutos do segundo tempo da partida de volta. Na ocasião, o placar agregado foi apenas 1 a 0 para o Atlético-MG.

Divulgação
Ricardinho comemora juntos dos companheiros o gol que classificou o Atlético contra o Grêmio Prudente, na Sul-American de 2010
Apesar da boa lembrança diante do adversário desta quinta, Ricardinho prefere não usar o triunfo em Ipatinga como inspiração, já que muita coisa mudou desde então. “Foi uma fase definida no finalzinho estávamos indo para os p;eanltis, outro ano outras equioes, não dá para ter como paramentre o jogo do ano passado”.

Se as partidas do ano passado contra o Grêmio Prudente não servem de exemplo para o Atlético-MG, o capitão Réver diz que o primeiro jogo contra o Iape-MA é um bom exemplo. Apesar de toda a diferença técnica entre as duas equipes, o Atlético-MG venceu apenas por 3 a 2 e não conseguiu eliminar a partida de volta.

Novamente um triunfo por dois ou mais gols de diferença está em pauta na Cidade do Galo, embora o Atlético-MG nunca tenha conseguido tal façanha diante do Grêmio Prudente. Mas lembrar de como foi o comportamento do time alvinegro contra o Iape-MA, pode fazer a equipe reagir de maneira diferente, para o zagueiro Réver.

“Acho que se a gente conseguir eliminar o jogo de ida seria fundamental, mas não podemos cair no vacilo, como foi no primeiro jogo contra o Iape-MA. A expectativa era decidir logo e esquecemos do adversário. Sabemos que o Grêmio Prudente é forte, apenas não passa por um bom momento, mas não podemos cair nesse erro novamente. Se cairmos, vamos encontrar dificuldades nos dois jogos”.

Leia tudo sobre: Atlético-MGCopa do Brasil 2011RicardinhoRéver

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG