Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Simon encerra carreira exaltando João Havelange

Nada melhor que terminar minha carreira no estádio João Havelange, o homem que mais fez pelo futebol, afirmou o árbitro gaúcho

Gazeta Esportiva |

O árbitro Carlos Eugênio Simon apitou, neste domingo, o último jogo da sua carreira. Aos 45 anos, o gaúcho trabalhou no jogo do título do Fluminense, contra o Guarani, e gostou de ter tido o estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, como o palco de seu jogo derradeiro.

"Nada melhor que terminar minha carreira no estádio João Havelange, o homem que mais fez pelo futebol", comentou Simon, referindo-se ao ex-presidente da Confederação Brasileira de Desportos, entre 1956 e 1974, e da Fifa, de 1974 a 1998.

Simon apitou três Copas do Mundo em sua carreira e, apesar de algumas polêmicas, encerra seus trabalhos no futebol satisfeito. O gaúcho foi o representante brasileiro nos mundiais de 2002, 2006 e 2010.

"Obrigado aos meus companheiros e ao futebol. Tenho orgulho de ter participado de três Copas do Mundo e deixado a arbitragem de cabeça erguida", comemorou.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG