Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Símbolo da raça no Coritiba, Triguinho é o 1.º a renovar

Jogador lesionou-se em novembro, durante empate contra o Bahia, e virou exemplo para os jogadores na reta final da série B

Altair Santos, especial para o iG |

Durante a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, o Coritiba bordou na gola da camisa a frase time de alma guerreira. O lateral-esquerdo Triguinho, 31 anos, encarnou o lema como poucos. A prova se deu no jogo de 2 de novembro, quando o clube paranaense empatou por 1 x 1 contra o Bahia, no estádio de Pituaçu.

Na partida, o jogador sofreu fratura na perna esquerda em um choque com o goleiro Fernando. O lance tornou-se emblemático na campanha do Coritiba. Foi uma demonstração de raça, de que nenhuma bola seria perdida, resumiu o zagueiro Jeci, que era o capitão da equipe.

Triguinho virou uma espécie de símbolo da raça para os jogadores. Mesmo lesionado, continuou integrado ao elenco e foi recompensado com a primeira renovação de contrato para 2011. O Coritiba entrou em acordo com o São Caetano, que detém os direitos do jogador, e prorrogou o empréstimo por mais um ano.

Em contrapartida, o clube do ABC paulista seguirá com o atacante Hugo emprestado por uma temporada. Quando o Triguinho se lesionou, garantimos que daríamos todo o suporte para a recuperação dele. É o que estamos fazendo, disse o vice-presidente do clube paranaense, Vilson Ribeiro de Andrade.

Triguinho deve voltar a atuar apenas no segundo semestre de 2011. A expectativa é de que a fratura esteja totalmente consolidada entre o final de abril e o começo de maio. Em seguida, o jogador passará por um processo de reinclusão ao trabalho de campo, que deve se consolidar em junho. Quero voltar com a mesma disposição para agradecer ao que o Coritiba fez por mim, assegura o lateral de alma guerreira.

Leia tudo sobre: coritiba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG