Tamanho do texto

Dificuldade para se classificar para Copa de 94 e Dunga na corda bamba tinham Brasil mal ranqueado. Mano não vence grandes

Ronaldinho em ação contra a China, nas Olimpíadas de Pequim, em 2008: salvador da pátria?
AE
Ronaldinho em ação contra a China, nas Olimpíadas de Pequim, em 2008: salvador da pátria?
O sexto lugar no ranking Fifa de agosto de 2011 está entre os piores da história da seleção brasileira e remete a períodos de crise: a quase eliminação nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 1994, quando o Brasil perdeu sua primeira partida na história da competição, para a Bolívia, e o período turbulento do ex-técnico Dunga que quase o derrubou antes e depois das Olimpíadas de Pequim. Atualmente, Mano Menezes não consegue vencer clássicos e fracassou nas quartas de final da Copa América da Argentina, em julho.

No ranking, o Brasil só teve uma colocação abaixo de sexto, justamente no primeiro divulgado, em agosto de 1993, quando foi oitavo. Um mês antes, o Brasil havia perdido para a Bolívia, em 25 de julho, por 2 a 0 em La Paz. A vaga na Copa do Mundo de 1994 ficou ameaçada e Carlos Alberto Parreira precisou “apelar” para Romário , que não o agradava por atitudes fora de campo, mas que a opinião pública clamava pela convocação.

Em setembro, dia 19, Romário marcou duas vezes, o Brasil venceu o Uruguai no Maracanã por 2 a 0 e a vaga foi assegurada. Com isso, a seleção apareceu em primeiro lugar já em setembro, dando um salto espetacular no ranking que até hoje tem os critérios questionados. Até agora, dos 217 meses nos quais a pontuação foi divulgada, o Brasil esteve em primeiro em 139, ou 64%. Reinou absoluto, por exemplo, entre julho de 94 e abril de 2001.

A Fifa revisou a confusa regra em 2005 e agora leva em conta resultados em partidas amistosas e jogos oficiais, com pesos diferentes (de quatro a um), e há descarte de resultados dos últimos quatro anos. Também é levada em consideração a força do adversário (seu ranking) e da confederação (com base nas últimas três Copas do Mundo), por isso que o time de Mano Menezes teve queda desde que o treinador assumiu, em julho de 2010. Como só venceu rivais mal ranqueados, a seleção caiu de terceiro para sexto.

Brasil no ranking Fifa

Veja a colocação do Brasil nos 217 meses de ranking

Gerando gráfico...


Crise

Na última vez que o Brasil apareceu em sexto lugar no ranking, em agosto e setembro de 2008, a seleção brasileira comandada por Dunga estava em crise. Em seis de junho perdeu para a Venezuela em um amistoso, 2 a 0 nos EUA, na primeira derrota para o país de Hugo Chávez. Nove dias depois levou 2 a 0 do Paraguai em Assunção, pelas eliminatórias, e na sequência empatou sem gol com a Argentina, em Belo Horizonte. Com isso ficou em quarto lugar, limite para a classificação à África do Sul.

Foi quando Dunga fez o que Mano faria três anos depois: “apelou” para Ronaldinho Gaúcho , que está na lista para o amistoso de 5 de setembro contra Gana, em Londres . Não adiantou nada levar Gaúcho para Pequim, um novo fracasso: derrota para Argentina na semifinal e uma medalha de bronze com gosto ruim, já que o Brasil mais uma vez não conquistou o único título que falta na sala de troféus da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Ainda com Ronaldinho, a seleção se recuperou e em setembro venceu o Chile em Santiago, 3 a 0, engrenando na competição até conseguir a vaga antecipada na Copa com duas rodadas de antecedência. Em julho de 2009, chegou à liderança do ranking, que só perdeu com a eliminação no Mundial africano nas quartas de final, para a Holanda (com Ronaldinho descartado).

“Não estou preocupado com resultado imediato a qualquer custo. Tenho emprego pelos próximos 10 anos, e ganhando bem. Fui contratado pela CBF para realizar um trabalho para 2014. Eu não seria leviano a ponto de chamar o Ronaldinho para ter estabilidade. Estou pensando nele para um projeto final. Ele mostrou que é capaz de liderar um grupo e penso nele para fazer isso na Seleção”, disse Mano após a convocação para o jogo contra os ganeses. Por enquanto, a diretoria da CBF afirma que ele será o treinador até a Copa do Mundo de 2014.

Ronaldinho em ação contra a China, nas Olimpíadas de Pequim, em 2008: salvador da pátria?
AE
Ronaldinho em ação contra a China, nas Olimpíadas de Pequim, em 2008: salvador da pátria?