Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sevilla é condenado a pagar indenização milionária à Udinese

Negociação do goleiro De Sanctis, em 2007, foi considerada irregular pela Corte Arbitral do Esporte

EFE |

O Sevilla deverá pagar uma indenização de 2,25 milhões de euros (cerca de R$ 5,2 milhões) à Udinese, da Itália, pela contratação do goleiro italiano De Sanctis, segundo o laudo da CAS (Corte Arbitral do Esporte), divulgado nesta terça-feira.

O clube espanhol informou aos jornalistas que De Sanctis, atualmente no Napoli, foi contratado em 2007 pelo artigo 17 do Regulamento do Estatuto e Transferências da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados), que prevê que um jogador de mais de 28 anos e com mais de dois anos de contrato já cumpridos, pode rescindir o mesmo sem justa causa.

A Udinese recorreu em primeira instância à Câmara de Resolução de Disputas da Fifa, que fixou a indenização em pouco menos de quatro milhões de euros (R$ 9,2 milhões), mas a apelação do Sevilla ao CAS, conseguiu diminuir esse valor.

Leia tudo sobre: Futebol MundialEspanhaItáliaSevillaDe Sanctis

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG