Tamanho do texto

Pai do atacante marca filho durinho, brinca que jogador tem hora para chegar em casa e afirma que camisa 9 quer encerrar a carreira no Fluminense

Entre tantos familiares que circularam pelas Laranjeiras durante essa semana, Juarez Guedes, ou simplesmente Seu Juá, foi quem chamou mais atenção. Talvez não por ser o pai de Fred, mas sim pelo fato de o atacante não falar com a imprensa há meses. No papel de porta voz, coube a ele esmiuçar a rotina do jogador nos últimos meses. Seu Juarez falou dos momentos de aflição do jogador em voltar aos gramados; reafirmou que o atacante deseja encerrar a carreira no Fluminense e contou que controla de perto as escapadas do filho.

Apesar da fama de boleiro e boa praça, Seu Juarez reconhece seu lado durão. Na função de pai e mão de Fred desde os oito anos, quando ficou viúvo, Juarez reconhece que se preocupa com a escapadas do camisa 9 do Fluminense, mas afirma que marca durinho o jogador.

Digo a ele que pode até sair, mas tem que estar em casa antes das 23h. Mas tem horas que é preciso segurar e mesmo falo para ele ficar em casa. Pego no pé dele e brinco que se ele passar da linha eu entrego para o Muricy, brincou seu Juá.

Parceiro do filho, seu Juarez relembras que conversou muito com Fred nos momentos difíceis que o atacante passou no departamento médico vítima de três lesões na panturrilha esquerda.  A vontade em voltar era tanta, que o pai reconhece que a alertou ele a não voltar contra o Santos.

Ele queria voltar a jogar logo e chorava sempre por não poder jogar. Mas eu falei que ele tinha que ter paciência e que na hora certa ele iria voltar. Eu acho que a vontade dele em ajudar acabou precipitando seu retorno e ele acabou sentindo de novo. Mas felizmente ele se recuperou a tempo de poder voltar a quatro jogos do fim, disse.

Embora Fred tenha dito mais de uma vez que gostaria que o gol do título fosse de Washington, seu Juarez espera que o filho cumpra a promessa e marque contra o Guarani.

Ele quer mesmo o gol do Washington. Os dois são parceiros. Mas depois do jogo com o Palmeiras eu cobrei dele aquele gol perdido na cara do Deola. Ele disse que a bola subiu, mas para eu esperar que contra o Guarani o gol vai sair,contou o pai do atacante, que afirmou o carinho de Fred pelo Fluminense.

Quando o Fred estava na Europa ele sempre falava que o Cruzeiro era a única casa dele. Mas hoje isso mudou e posso afirmar que a casa dele é o Fluminense. Inclusive ele já disse mais de uma vez que daqui não sai e que quer encerrar a carreira nas Laranjeiras, concluiu seu Juarez.          

    Leia tudo sobre: futebol