Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Seongnam goleia Al-Wahda e vai enfrentar a Inter de Milão no Mundial de clubes

Destaque do clube sul-coreano foi o colombiano Molina, ex-jogador do Santos, com um gol e duas assistências. Fernando Baiano marcou o de honra do time local

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882529842&_c_=MiGComponente_C

A Internazionale de Milão mal chegou aos Emirados Árabes Unidos e já conheceu seu adversário nas semi-finais do Mundial de clubes: trata-se do Seongnan Ilhwa (Coreia do Sul), que neste sábado goleou os locais do Al-Wahda por 4 a 1 no estádio Zayed Sports City, em Dubai, e se classificou para enfrentar os italianos na sequência do torneio.

Em um jogo corrido e bem disputado, o time sul-coreano soube aproveitar a noite inspirada do colombiano Mauricio Molina, ex-meio-campista do Santos, e as jogadas aéreas para os gigantes Sasa (1,95m) e Radončić (1,92m), dominando a partida. Após sair na frente, o Seongnan levou o empate em gol de Fernando Baiano, mas colocou-se à frente logo em seguida.

Individualista, o Al-Wahda abusava de jogadas individuais, com Ismaeil Matar tentando dribles de todas as formas possíveis, e levando a pior na maior parte deles. Sem sofrer pressão do adversário, o time asiático mostrou atenção na defesa e controlou o jogo até o final, fechando o placar em 4 a 1 na fragilidade da defesa do Al-Wahda. Decepção para os xeques e torcedores locais.

O confronto entre Seongnan e Inter de Milão, pela semifinal, será na próxima quarta-feira (15), às 15h (horário de Brasília). Como não teve nenhum atleta expulso, inicialmente o treinador sul-coreano Tae-Yong Shin terá elenco completo para o jogo. No entanto, o zagueiro Kwang-Jin saiu lesionado e é dúvida. O Al-Wahda terá que se contentar com a disputa do quinto lugar, contra o Pachuca (México).

No estádio, destaque para a banda do TP Mazembe, que viajou para o Mundial de clubes na conta de um político da República Democrática do Congo. Presente na vitória dos africanos sobre o Pachuca, na sexta, ela foi convidada pela Fifa e marcou presença em Dubai neste sábado, tocando sem parar uma versão de "Waka-Waka", a música tema da Copa do Mundo 2010, além de outros temas festivos.

Reuters
De cabeça, atacante Fernando Baiano anotou o gol de honra do Al-Wahda

O jogo
Já no início, o Al-Wahda viu que o Seongnan em nada ia lembrar o fraco Hekari United, adversário da estreia. Logo aos quatro minutos, depois de total pressão do time sul-coreano, Hamdam errou ao afastar uma bola e deixou o gol aberto para Molina (ex-Santos) marcar.

Nervosa, a equipe local errava muitos passes e propiciava contra-ataques perigosos para o Seongnam, que aproveitava uma "avenida" na lateral direita. Em umas dessas oportunidades, aos 14 minutos, Radončić entrou livre na área, mas se atrapalhou com seu 1,92m de altura e caiu, sem conseguir finalizar.

O Al-Wahda melhorou depois que passou a trabalhar bem a bola no meio-campo. Aos 23, depois de conseguir um escanteio, o time dos Emirados teve boa chance nos pés do brasileiro Hugo, que quase marcou gol olímpico. Logo depois, o artilheiro Fernando Baiano recebeu ótimo cruzamento da direita e cabeceou como manda o figurino: 1 a 1.

O jogo era bom em Dubai e o Seongnan nem deu bola para o gol. Escanteio cobrado da esquerda por Molina e o capitão Sasa testou firme, sem chances de defesa para Adel, apenas três minutos depois de levar o empate. E o primeiro tempo ficou nisso, com os coreanos levando perigo na jogada aérea já nos acréscimos.

Na segunda etapa, Radončić teve ótima chance de matar o jogo logo aos minutos: ele invadiu a área do Al-Wahda pela direita, livre de marcação, mas chutou em cima do goleiro. O time dos Emirados Árabes estava perdida em campo, abusando de jogadas individuais, sem levar perigo nenhum à meta adversária.

Em uma bobeira da zaga, porém, o Al-Wahda acabou levando perigo: Byung-Kuk se enrolou todo na marcação e chutou a bola em cima de Ismaeil. Ela espirrou e quase vazou a meta sul-coreana, mas o arqueiro Sung-Ryong estava esperto e pegou em dois tempos, sem dar rebote para Hugo.

Aproveitando a fragilidade defensiva do time dos Emirados Árabes, o Seongnan afundou ainda mais o adversário aos 26, quando Sung-Kuk recebeu livre na meia-lua, entrou na área e soltou a bomba, e aos 36, após cabeçada certeira de Dong-Geon (com assistência de Molina): 4 a 1 e classificação selada para enfrentar a Inter de Milão na quarta-feira (15), pela semifinal do Mundial de clubes.

FICHA TÉCNICA: AL-WAHDA-EUA 1 x 4 SEONGNAN ILHWA-CDS

Local: Estádio Zayed Sports City, em Dubai (Emirados Árabes Unidos)
Data: 11 de dezembro de 2010, sábado
Horário: 14h (horário de Brasília)
Árbitro: Victor Carrillo (PER)
Assistentes: Jonny Bossio e Jorge Yupanqui (ambos PER)
Cartões amarelos: Basheer (Al-Wahda); Jae-Cheol e Sasa (Seongnan Ilhwa)

GOLS:
AL-WAHDA: Fernando Baiano, aos 27 minutos do primeiro tempo
SEONGNAN ILHWA: Molina, aos 4, e Sasa, aos 30 minutos do primeiro tempo; Sung-Kuk, aos 26, e Dong-Geon, aos 36 minutos do segundo tempo

AL-WAHDA: Adel; Basheer, Haidar (Al Shehhi), Eisa e Mahmoud; Hamdam, Magrão, Hugo e Fahed (Al Kathiri); Ismaeil e Fernando Baiano Técnico: Josef Hickersberger

SEONGNAN ILHWA: Sung-Ryong; Sasa, Byung-Kuk, Kwang-Jin (Jae-Cheol) e Jae-Sung; Sung-Hwan, Chul, Molina (Jin-Ryong) e Radončić (Ho-Young); Sung-Kuk e Dong-Geon Técnico: Tae-Yong Shin

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG