Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Semana violenta no Rio de Janeiro afasta torcedores do Engenhão

Movimentação nas bilheterias do estádio era pequena pouco antes da partida. Equipe ainda tem chances de ir à Libertadores

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854199860&_c_=MiGComponente_C

A semana que viveu o Rio de Janeiro, com confrontos entre policiais e traficantes, afastou o torcedor do estádio. Na partida entre Botafogo e Prudente, neste domingo, no estádio Engenhão, poucos torcedores foram vistos circulando do lado de fora. Faltando trinta minutos para a partida, as bilheterias praticamente não registravam movimentação.

Renan Rodrigues
Violência afastou os torcedores das bilheterias do Engenhão

Quem também se queixou do pequeno público foi o vendedor ambulante  Ricardo Chagas, que vendia camisas do Botafogo. "Hoje está muito fraco, não apareceu ninguém. Achei que como as coisas deram uma tranquilizada nos últimos dias, fosse aparecer mais gente, mas pelo que parece vai ter pouco público mesmo", disse.

A partida contra o Prudente é a última do Botafogo no estádio Engenhão em 2010. A diretoria realizou até uma promoção durante a semana vendendo ingressos com 50% de desconto, mas os próprios jogadores da equipe já declaravam que a expectativa era de um público pequeno. O botafoguense Hugo Laretta revela que não teve receio de ir ao estádio. "A segurança na porta estava muito boa e não são todos os lugares do Rio que estão com problemas. Acho que ninguém deve deixar de fazer as coisas que está acostumado pelo momento que a cidade vive", disse.

O Botafogo é o 6° colocado, com 56 pontos, e ainda tem chances de se classificar para a Copa Libertadores de 2011. Para isso é preciso vencer as duas próximas partidas e torcer para um tropeço do Atlético-PR.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato brasileiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG