Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem zagueiros, banco corintiano terá três atacantes contra o Nacional

Dos sete jogadores reservas, cinco terão característicos ofensivas. Time tem baixa de zagueiros

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Não será por falta de opções ofensivas que o Corinthians terá problemas para bater o Nacional (PAR), quarta-feira, pela segunda rodada do grupo 6 da Libertadores. Além dos titulares Alex, Danilo, Jorge Henrique e Liedson, o treinador poderá optar por Ramírez, Douglas, Willian, Elton e Emerson se quiser dar mais gás ao seu ataque. Apenas o goleiro Danilo Fernandes e o lateral-esquerdo Ramón não configuram como reais alternativas ofensivas.

AE
Emerson será um dos atacantes no banco
Leia também: Tite simula time sem Alessandro e Emerson. Edenílson joga na lateral

A composição do banco corintiano com tantas opções de ataque se dá pela escassez de opções entre os defensores. Dos 25 inscritos, oito são defensores, mas só quatro condições de jogo. Estão fora os laterais-direitos Alessandro e Welder e os zagueiros Wallace e Paulo André. Com isso, não há opções de zagueiros no banco e o volante Edenílson teve de ser improvisado na lateral-direita.  

E mais: Corinthians detecta ruptura de tendão de Wallace e zagueiro será operado

A improvisação na lateral acaba tirando o único volante reserva do banco de reservas. Se por ventura Chicão ou Leandro Castán tiverem algum problema na partida desta quarta-feira, será Ralf o responsável por atuar na defesa. "Ele (Ralf) já jogou assim nos últimos três jogos e é a alteração natural nessas circunstâncias", disse Tite. "Quero ver quem me chama de retranqueiro agora", brincou Tite, sobre as vastas opções de ataque.

O treinador disse não se arrepender de ter optado por apenas quatro zagueiros e sete atacantes na lista definitiva dos 25 atletas aptos a jogar a Libertadores. Marquinhos, garoto da base recém promovido e titular contra o Santos na Vila Belmiro, não pode jogar a Libertadores. "A gente lamenta o acidente do Wallace, mas espera o Paulo, que já está correndo, esteja logo com a gente. Ninguém imaginava que o Marquinhos pudesse ter tamanha afirmação com 17 anos. A gente buscava uma experiência maior", disse Tite..

O time que enfrenta o Nacional começa o jogo com Julio Cesar; Edenílson, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique e Liedson. 

Leia tudo sobre: corinthianslibertadores 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG