Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem vaga na Libertadores, Renato sugere reflexão ao Botafogo

Volante reforça que o time, ao menos, consolidou-se como um clube que pode almejar objetivos maiores

Gazeta |

Um mês e meio antes do fim do Brasileiro, o Botafogo poderia assumir a liderança e depender só de si para ser campeão. Mas perdeu para o Santos na Vila Belmiro e, a partir daí, não embalou mais. O rendimento caiu tanto que o time ficou até sem vaga na Libertadores, terminando o torneio em nono lugar. Fato que faz com que Renato peça uma avaliação mais profunda.

"Precisamos de uma reflexão para sabermos o que erramos em 2011 para não errarmos em 2012", solicitou o meio-campista Renato , que chegou ao clube em meio à disputa da liga nacional e exaltou a estrutura encontrada. Por isso, a decepção ao não terminar a competição, ao menos, entre os cinco primeiros colocados.

Veja também: Botafogo acerta a contratação do zagueiro Brinner, do Paraná

"Infelizmente, no final, o rendimento caiu, não mantivemos nosso aproveitamento no Engenhão", continuou o jogador, lembrando que a equipe perdeu suas duas últimas partidas em seu estádio para Vasco e Inter, concorrentes diretos na briga para ficar nas primeiras posições da tabela.

Renato, contudo, reforça que o time, ao menos, consolidou-se como um clube que pode almejar objetivos maiores do que nos últimos anos. "Não foi um balanço positivo porque não atingimos o nosso objetivo de ir à Libertadores, mas provamos que o Botafogo tem condições de lutar para igual com qualquer equipe."

Individualmente, Renato foi bem. Tanto que concorre ao Troféu Mesa Redonda de melhor segundo volante do Campeonato Brasileiro com Paulinho, do Corinthians, e Marcos Assunção, do Palmeiras. A premiação será exibida às 22h30 (de Brasília) deste domingo na TV Gazeta.

Leia tudo sobre: semvagalibertadoresrenatosugerereflexãobotafogogenet

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG