Segundo o técnico, o Avaí estava bem organizado, mas falou fazer gols e é complicado expliar isso aos torcedores

Na noite da última quarta-feira, o Avaí sofreu sua sétima derrota no Campeonato Brasileiro, para o Botafogo , no Engenhão, por 2 a 1. Esta foi a quarta do técnico Alexandre Gallo, que criticou o desempenho do time e afirmou não estar preocupado com uma possível demissão.

Na chegada da delegação avaiana em Santa Catarina, o técnico declarou que a segunda vitória no campeonato não veio por falhas da equipe, mas elogiou o desempenho que o time teve durante os 90 minutos.

Entre para a Torcida Virtual de Botafogo ou Avaí e convide seus amigos

"Ontem (quinta-feira) só faltou fazer os gols, mas é difícil você explicar isso ao torcedor. O time estava organizado. O primeiro tempo do time foi melhor do que o do adversário e o segundo também. Perdemos o jogo numa falha que não pode acontecer", disse o treinador.

null

O time do Avaí deverá receber algumas aulas de finalização nos treinos das próximas semanas, pois a quantidade de gols perdidos pela equipe incomodou bastante Alexandre Gallo.

Para ele, as oportunidades desperdiçadas durante o jogo foram essenciais para o time não garantir a vitória. "Nós falhamos quando tivemos a oportunidade de matar o jogo. Poderíamos ter matado ainda no primeiro tempo. Isso foi o que mais me deixou preocupado: ter a quantidade de chances claras que tivemos e não conseguir matar o jogo".

Com um dos piores aproveitamentos do campeonato no cargo, com quatro derrotas, três empates e uma vitória, ele foi questionado se está preocupado com os rumores de que a diretoria já pensa em demiti-lo, mas se mostrou indiferente. "Nunca me senti ameaçado. Sempre que um treinador entra em um clube, tem que estar preparado para todas as circunstâncias que aconteçam. Eu estou procurando fazer o meu melhor".

Os avaianos já pensam no domingo, quando disputam a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. O time encarará, na Ressacada, o principal desafio que a competição pode oferecer neste momento: o líder Corinthians.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.