Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem Sorondo, Inter improvisa Pato na lateral e tem árabe Sultan como reforço

Uruguaio não pôde ser inscrito na vaga de Rodrigo e por isso Inter precisou pegar emprestado jogador do Al Jazira. Como ele chegou atrasado, goleiro argentino precisou atuar na linha

Marcel Rizzo, enviado iG a Abu Dhabi |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882463112&_c_=MiGComponente_C

Como a FIFA impediu que Sorondo fosse inscrito na vaga de Rodrigo, que não pôde participar do Mundial de Clubes de Abu Dhabi por problema de documentação, o técnico Celso Roth improvisou no primeiro coletivo que realizou em solo árabe. O goleiro Pato Abbondanzieri participou de parte do treino atuando de lateral-direito. Foram pouco mais de dez minutos, mas tempo suficiente para errar dois passes, tentar um lançamento longo e acertar outro, no pé de Oscar.

Quando soube que não teria um substituto para Rodrigo, Roth entrou em contato com Abel Braga, treinador do Al Jazira, clube local, e pediu emprestado um defensor para poder realizar coletivo antes da estreia competição, dia 14 de dezembro, contra o vencedor de Pachuca, do México, e Mazembe, da República Democrática do Congo.

Braga topou e liberou. Mas Sultan chegou atrasado ao treinamento, realizado a partir das 16h30 local (10h30 de Brasília) novamente no CT Sultan Min Zayed (nenhuma relação com o jogador), que pertence ao Governo local. Enquanto o garoto fazia aquecimento na beira do gramado com o preparador físico Fábio Mahseredjian, Pato brilhava na direita.

Vipcomm
Camisa 22, goleiro Pato Abbondanzieri treina com a equipe do Inter

Com o reforço árabe preparado, Roth dispensou o goleiro e chamou o garoto. Vamos, come, come, gritou Roth. Talvez percebendo que tenha assustado, ele chegou bem pertinho e falou para o jogador atuar com calma, marcando apenas.

Com a camisa 13 e o nome Rodrigo nas costas, Sultan foi bem. Engraçado era quando Roth precisava falar com ele. Open, open, pedia o técnico quando queria que ele abrisse na esquerda. Easy, easy, era o pedido de calma quando ele tinha a bola.

O Internacional viajou para os Emirados Árabes Unidos com 22 jogadores, um a menos do que os demais times, que estão com 23 inscritos. Mas como três são goleiros, Roth tem apenas 19 jogadores de linha (precisa de 20 para completar dois times).

O time titular não teve surpresas. Treinou com Renan; Nei, Bolivar, Indio e Kléber; Guiñazu, Wilson Mathias, Tinga e DAlessandro; Rafael Sóbis e Alecsandro. O reserva foi Lauro; Pato (depois Sultan), Ronaldo Alves, Juan e Daniel; Derlei, Andrezinho, Giuliano, Sasha e Oscar; Leandro Damião. Com a entrada do árabe, Daniel foi para a direita e a esquerda foi ocupada por Sultan.

Dentro de campo, o coletivo terminou em 2 a 1 para os titulares. O atacante Alecsandro marcou os dois gols da equipe principal, enquanto Leandro Damião descontou para os reservas.

Leia tudo sobre: internacionalmundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG