Irreconhecível, time rubro-negro é dominado pela equipe baiana e completa seis jogos sem vencer

O que parecia improvável aconteceu. Sem Ronaldinho Gaúcho, convocado para a seleção brasileira para o amistoso contra Gana, segunda-feira, em Londres, o Flamengo foi derrotado pelo Bahia , por 3 a 1, neste domingo, no Engenhão, pela 21ª rodada do Brasileirão, e aumentou para seis jogos sua sequência negativa na competição. Titi, Dodô e Souza marcaram para a equipe baiana e Renato, em cobrança de falta, descontou para o time rubro-negro.null

Com a derrota o Flamengo se manteve na 5ª colocação com 36 pontos. Já o Bahia, chegou a 24, ultrapassou o Santos e agora ocupa a 15ª posição na tabela.

O Flamengo volta a campo na próxima quinta-feira, contra o Corinthians, às 21h50, no Pacaembu. O técnico Vanderlei Luxemburgo terá a volta de Ronaldinho Gaúcho. Já o time baiano recebe o Grêmio, às 20h30, em Pituaçu.

O JOGO

Os primeiros 20 minutos de bola rolando no Engenhão foram de dar sono. Desfalcadas, as duas equipes abusavam de faltas, passes errados e alguns lances bisonhos. E foi justamente em um erro individual do zagueiro Gustavo que o Bahia abriu o placar no primeiro lance de perigo da partida, aos 22.

Ao invés de dar um chute para frente, o zagueiro rubro-negro foi sair jogando e cedeu um escanteio ao adversário. Na cobrança, aos 22 minutos, Fabinho resvalou e a bola sobrou para Titi, o capitão do Bahia girou e chutou para marcar.

O Flamengo deu o troco aos 26. Jael recebeu na entrada da área e foi derrubado pelo volante Fabinho. Sem Ronaldinho Gaúcho, o argentino Botinelli cobrou com perigo e a bola saiu rente à trave esquerda de Tiago.

Mas três minutos depois não teve jeito. Em outra cobrança de falta, desta vez de Renato Abreu, os donos da casa chegaram ao empate. O camisa 11 soltou a bomba de longe, a bola bateu na barreira e enganou o goleiro Tiago, que não pode fazer.

O gol acordou o torcedor do Flamengo, que passou a empurrar a equipe. Mas, aos 33, o time baiano voltou a calar o Engenhão. Souza tocou na medida para Dodô dentro da área, o lateral-esquerdo passou por um marcador e chutou entre as pernas de Felipe para recolocar o Bahia na frente.

Mas o Bahia queria mais. Aos 46, Ricardinho cobrou falta sofrida por Carlos Alberto pela direita, a bola foi desviada, Carlos Alberto chutou, Jael tentou afastar e a bola sobrou para Souza, que só teve o trabalho de cabecear para o gol com Felipe no chão.

O Bahia continuava mais organizado na volta para o segundo tempo, mas foi o Flamengo que assustou em duas ótimas oportunidades: aos 4 minutos, em uma cabeçada de Renato Abreu que Tiago fez ótima defesa, e, aos 8, em uma bomba de Junior Cesar de fora da área que o goleiro do Bahia novamente impediu o gol rubro-negro. 

A tolerância de Vanderlei Luxemburgo com sua equipe acabou sedo e, logo aos oito minutos, o treinador mexeu por atacado e colocou Fierro, Negueba e Diego Maurício nos lugares de Léo Moura, Deivid e Botinelli.

Mas as trocas não surtiram efeito e o Flamengo continuou irreconhecível em campo. Melhor para o Bahia, que fez o tempo passar, tocou a bola aos gritos de olé! de sua torcida, que compareceu em bom número ao Engenhão, e quase aumentou com Junior, que deu um chapéu em Gustavo e chutou para ótima defesa de Felipe.

Negueba ainda marcou o segundo do Flamengo, aos 43, mas o gol foi anulado pelo árbitro mineiro Alicio Pena Junior, que marcou impedimento na jogada.

FICHA TÉCNICA – FLAMENGO X BAHIA

Local: Engenhão (RJ)
Data: 4 de setembro de 2011 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Alicio Pena Junior (MG)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Tatiana Jacques de Freitas (RS)
Renda: R$ 264.370,00
Público pagante: 9.755 (presente: 13.538)

Cartão amarelo: Carlos Alberto (BAH), Fabinho (BAH), Ricardinho (BAH), Reinaldo (BAH), Tiago (BAH), Renato (FLA), Ronaldo Angelim (FLA), Gustavo (FLA)

Gols: FLAMENGO: Renato Abreu, aos 29 do primeiro tempo. BAHIA: Titi, aos 22 do primeiro tempo, Dodô, aos 33, e Souza, aos 46.

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura (Fierro), Welinton, Gustavo e Júnior César; Willians, Renato, Bottinelli (Diego Maurício) e Thiago Neves; Jael e Deivid (Negueba). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

BAHIA: Tiago; Jancarlos, Paulo Miranda, Titi e Dodô; Fahel, Fabinho, Ricardinho e Carlos Alberto (Diones); Reinaldo (Jones Carioca) e Souza (Junior). Técnico: Eduardo de Souza (interino)

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.