Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem Riquelme, Boca desarma mais, mas finaliza menos no Engenhão

Ausência do meia foi positiva no setor defensivo, já que seu substituto foi o maior roubador de bolas

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Durante a semana, os jogadores do Fluminense responderam várias vezes sobre ausência do meia Riquelme na partida desta quarta-feira, contra o Boca Juniors. Até mesmo o técnico Abel Braga falou sobre o assunto, minimizando o desfalque do armador 'xeneise'. E o comandante tricolor parecia estar adivinhando o que iria encontrar na derrota de 2 a 0, no Engenhão.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Sem o meia, o time argentino pode não ter sido brilhante, mas deu menos espaços que na primeira partida, na vitória de 2 a 1 dos brasileiros em plena Bombonera. Foram 25 desarmes certos do Boca na última quarta-feira, contra 20 no primeiro jogo entre as equipes. As poucas chances concedidas ao time da casa foram fundamentais para o triunfo, que garantiu os argentinos na próxima fase.

Leia mais: Após deixar o campo lesionado, Fred será reavaliado nesta quinta

Até mesmo o jogador escolhido para substituir Riquelme, o meia Cristian Chávez, apareceu como destaque na marcação, sendo o maior roubador de bolas do Boca Juniors ao lado do volante Pablo Ledesma, com seis desarmes corretos. Entrega tática que acabou sendo premiada pelo time argentino.

A ausência da conhecida técnica de Riquelme, porém, também foi sentida de certa maneira. No primeiro duelo entre as equipes, o Boca Juniors finalizou 10 vezes no alvo e trocou 287 passes certos, contra apenas três chutes e 240 passes certos na vitória desta quarta-feira.

Veja mais: Para Abel, campanha 100% do Flu na Libertadores 'não era normal'

Tendo conseguido três finalizações e quatro dribles certos na primeira partida, Riquelme acabou sendo menos efetivo que os companheiros Cvitanich e Sanchéz Miño, autores dos gols desta quarta.

Veja também: Boca Jrs. devolve derrota para o Flu, que perde 1º lugar geral

Com a derrota, o Fluminense perdeu a primeira colocação geral na fase de grupos, que agora pertence ao Vélez Sarsfiel, líder do grupo 7. O time de Abel Braga encerra sua participação contra o Arsenal de Sarandí na próxima quarta-feira, às 19h30, no estádio Julio Grondona, e precisa vencer para não correr o risco de terminar em segundo no grupo.

Ajude o time do Fluminense a subir no ranking da Torcida Virtual

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG