Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem reposição, Renato Gaúcho espera por reforços no Grêmio

Jonas, Fábio Santos e Paulão deixaram o time formado em 2010 enquanto André Lima está machucado

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Wesley Santos/Pressdigital
Carlos Alberto busca melhor futebol no Grêmio
O Grêmio perdeu quatro jogadores do time que arrancou da zona de rebaixamento para a classificação à Libertadores no Brasileirão 2010. A falta de reposição, especialmente a dois deles, tira o sono do técnico Renato Gaúcho e ajuda a explicar o momento irregular da equipe apesar do título do primeiro turno do Gauchão e da classificação às oitavas de final da Libertadores. É para melhorar o rendimento que comandante ainda aguarda reforços a serem contratados pela direção.

Fábio Santos (não aceitou renovar contrato e foi para o Corinthians), Paulão (vendido ao Evergrande Guangzhou), Jonas (vendido ao Valencia) e André Lima (machucado com previsão de retorno em maio) não têm substitutos definidos. Na lateral esquerda, ninguém foi contratado e Gilson e Bruno Collaço fazem revezamento. Rodolfo veio para a zaga e tinha como parceiro Vilson, que após se machucar, deu lugar a Rafael Marques.

O problema maior está no ataque. Jonas, o artilheiro do Nacional com 23 gols, e André Lima, autor de outros 11, deixam saudade. Só Borges é titular absoluto e agora passa a ter a companhia de Leandro. O garoto, porém, não está inscrito na Libertadores.

Então, o treinador testa opções no setor. Carlos Alberto, Escudero e Vinícius Pacheco, reforços trazidos, não deram a resposta esperada. Realidade que faz Renato admitir:

"Precisamos de reforços, afinal, perdemos jogadores importantíssimos. O Jonas, que todos sabem a qualidade. O Paulão, que foi vendido. E o André Lima. É um pouco difícil no momento que você perde dois jogadores goleadores. No grupo os demais têm outras características. Quando você perde dois jogadores 'cascudos', como se diz na gíria, você perde um pouco da referência", analisou o treinador.

Diretor de futebol, Antônio Vicente Martins não concorda com a análise de que a reposição foi mal feita. Ele citou as contestações da torcida a Fábio Santos, a qualidade agregada por Rodolfo e que a maioria do grupo do ano passado foi mantida. Só admitiu dificuldades em encontrar substituto a Jonas:

"É um jogador de seleção. Temos de achar uma solução, mas é difícial. A derrota de ontem (para o Oriente Petrolero) não foi determinada pela ausência dele, por exemplo".

As inscrições para o Gauchão terminaram. Três nomes podem ser mudados até a semifinal da Libertadores.

Leia tudo sobre: grêmiocopa libertadores 2011reforços

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG