Técnico não conseguiu colocar o mesmo time em campo duas vezes seguidas em sete jogos e Love mostra preocupação com entrosamento

Não são poucos os catedráticos da bola que afirmam que futebol é repetição. No Flamengo , portanto, como a repetição não é possível, o resultado é uma equipe irregular. Nos sete jogos em que comandou a equipe, o técnico Joel Santana não conseguiu escalar o mesmo time em duas partidas consecutivas. Lesões, convocações, opções e até problema cardíaco estão na lista de causas. Contra o Emelec, do Equador, nesta quinta-feira, no Engenhão, pela Libertadores , o fato se repetirá. São tantos os problemas que o treinador já testou na terça-feira uma nova formação com três zagueiros , disposto a transformar seus laterais em alas e minimizar a carência no meio de campo.

VEJA MAIS: Flamengo se movimenta e está em vias de fechar três patrocinadores

Joel Santana orienta o time em treino no Ninho do Urubu, observado por Vagner Love
AE
Joel Santana orienta o time em treino no Ninho do Urubu, observado por Vagner Love
Quatro desfalques são certos para o confronto: Felipe, que sofreu uma concussão cerebral no último domingo diante do Duque de Caxias ; Willians, com torção no tornozelo direito ; Aírton, com fratura no pé esquerdo ; e Renato , impedido de treinar após apresentar arritmia cardíaca em um teste de rotina realizado na segunda-feira. O meia Camacho ainda não foi confirmado, sente torção no tornozelo direito, bem como Maldonado, que sente dor no joelho esquerdo.

Nos últimos sete jogos, o time não venceu nenhum dos duelos contra adversários de maior porte. Empatou com Lanús, da Argentina, pela Libertadores , e Botafogo, pelo Estadual , e perdeu para o Vasco, na semifinal da Taça Guanabara . Ainda houve o revés diante do Boavista, na estreia do clube na Taça Rio.

A última vez em que o Flamengo foi ao gramado com a mesma equipe em duas partidas quase seguidas foi no dia 1 de fevereiro. Nesta data, o time bateu o Real Potosí, pela pré-Libertadores, no Engenhão . Dois dias depois houve o empate em 0 a 0 com o Olaria , pelo Estadual, mas foi utilizada a equipe reserva. No dia 5, contudo, foi possível ver o mesmo time que classificou o Flamengo para a fase de grupos da competição sul-americana em campo no clássico contra o Botafogo , que também terminou em empate sem gols.

Porém, se as formações foram as mesmas, os técnicos, não. Vanderlei Luxemburgo dirigiu a equipe contra o Potosí enquanto o interino Jaime de Almeida foi o encarregado nas duas partidas seguintes pelo Estadual. A equipe repetida foi: Felipe; Leonardo Moura, Welinton, David e Júnior César; Willians, Luiz Antonio, Bottinelli e Renato; Ronaldinho Gaúcho e Deivid.

Felipe sofreu concussão cerebral contra o Duque de Caxias e não enfrenta o Emelec
Agência O Globo
Felipe sofreu concussão cerebral contra o Duque de Caxias e não enfrenta o Emelec
A boa notícia para a partida de quinta-feira contra o Emelec é o retorno de Leonardo Moura, que vem sendo um dos principais jogadores da equipe em 2012 e treinou normalmente na segunda e na terça, após ter se lesionado na semifinal da Taça Guanabara . Como não houve confirmação oficial até o momento de que o lateral está confirmado, Vagner Love chegou a brincar, dizendo que se o camisa 2 dissesse que não poderia jogar, "o pegaria por aquele cabelo e o colocaria em campo", se referindo ao moicano que é "marca registrada" do atleta.

Ainda assim, há motivo para apreensão. Love , apesar das brincadeiras, mostrou preocupação com a impossibilidade de repetição da equipe, que notoriamente precisa de entrosamento já que desde a chegada do atacante passou a jogar de forma diferente, com Ronaldinho Gaúcho e Deivid abertos, e o camisa 99 centralizado. E Joel ainda acena com a possibilidade de uma nova formação , sacando Deivid para a entrada de mais um defensor em um 3-5-2.

LEIA TAMBÉM: Joel ensaia Flamengo com três zagueiros e Vagner Love aprova

"É complicado. O treinador pensa a equipe de uma maneira, tem uma base, e vai perdendo jogadores por lesão e outros motivos. Aí para cada jogo tem de pensar uma equipe diferente, jogadores da mesma posição, com jeitos diferentes de jogar. Isso atrapalha. Mas o Joel é experiente e saberá montar o time da melhor forma para encararmos o Emelec", analisou Vagner Love , que só vê uma solução para quem tem condições de jogo: "Temos de superar. A palavra é essa mesmo, superação. É mais um jogo que temos de superar tudo. Não podemos deixar a vitória escapar em casa. Será muito importante para nós na Libertadores".

Veja as escalações feitas por Joel Santana no Flamengo:

09/02 - Flamengo 1 x 0 Madureira
Campeonato Estadual (Taça Guanabara)
Felipe; Leonardo Moura, Welinton, David e Júnior César; Maldonado, Luiz Antonio, Bottinelli e Renato; Ronaldinho Gaúcho e Deivid.

12/02 - Flamengo 2 x 0 Nova Iguaçú
Campeonato Estadual (Taça Guanabara)
Felipe; Leonardo Moura, David, Welinton e Júnior César; Willians, Luiz Antonio e Renato; Ronaldinho Gaúcho, Deivid e Vagner Love.

15/02 - Flamengo 1 x 1 Lanús (Argentina)
Copa Libertadores da América
Felipe; Leonardo Moura, Welinton, David e Júnior César; Aírton, Maldonado, Willians e Renato; Ronaldinho Gaúcho e Deivid.

18/02 - Flamengo 3 x 1 Resende
Campeonato Estadual (Taça Guanabara)
Felipe; Leonardo Moura, David, Welinton e Júnior César; Aírton, Willians e Luiz Antonio, Ronaldinho Gaúcho, Deivid e Vagner Love.

22/02 - Flamengo 1 x 2 Vasco
Campeonato Estadual (semifinal da Taça Guanabara)
Felipe; Leonardo Moura, Gustavo, Welinton e Júnior Cesar; Aírton, Willians e Renato; Ronaldinho Gaúcho, Deivid e Vagner Love.

29/02 - Flamengo 1 x 2 Boavista
Campeonato Estadual (Taça Rio)
Felipe; Galhardo, Welinton, David Braz e Júnior César; Willians, Muralha, Renato e Bottinelli; Deivid e Vagner Love.

04/03 - Duque de Caxias 1 x 2 Flamengo
Campeonato Estadual (Taça Rio)
Felipe; Galhardo, David, González e Júnior César; Muralha, Luiz Antonio e Camacho; Ronaldinho Gaúcho, Deivid e Vagner Love.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.