Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem peso da camisa 10, Renan Oliveira segue firme no Atlético-MG

Meia usou a simbólica camisa de craque nas últimas temporadas, mas em 2011 tem ido bem com a número 8

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Apesar do Atlético-MG ter jogadores como Diego Souza e Mancini, o jovem Renan Oliveira tem se mantido como titular da equipe. Além do desempenho superior em campo, o jogador tem outra novidade. A camisa 10 não está mais com ele, e sim com Ricardinho. Agora com a camisa 8, Renan Oliveira tem um peso menor para carregar.

O jogador sabe que o craque do time usa 10 e a cobrança é maior. Para ele, essa mudança pode ter feito efeito. A cobrança agora é em cima de quem já venceu praticamente tudo.

“Eu não gosto de olhar a camisa, mas a pessoa que está com a camisa 10 é mais cobrada. Então é melhor deixar a 10 com o nosso Maestro. O Ricardinho é um jogador vencendo, experiente e que não tem mais nada para provar a ninguém”.

Mas nada adiantaria trocar o número da camisa se o futebol em campo não mudasse também. Renan Oliveira tem se entregado mais no trabalho e espera por uma disputa acirrada pela titularidade no Atlético-MG.

“É um trabalho, estamos conquistando a confiança do treinador. Sabemos da qualidade dos jogadores, mas no dia a dia e nos jogos me dedico ao máximo para conquistar o meu espaço”.

A concorrência não é pequena mesmo. Além de Ricardinho que tem atuado ao lado de Renan Oliveira, o Atlético-MG ainda Diego Souza, Mancini, Daniel Carvalho e Wesley. Para o atual camisa 8, a forte disputa por vagas faz com que a equipe só tenha a ganhar.

“É uma concorrência boa, sadia. Pelo grupo e pelo elenco, sempre vai existir esta disputa. Todos estão procurando espaço, como nós estamos querendo nos manter no time”.

Leia tudo sobre: Atlético-MGCampeonato Mineiro 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG