Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem pagamento, seleção de Camarões anuncia greve

Segundo o grupo, a federação não cumpriu a promessa de pagar pela participação dos jogadores em partidas da seleção

AE |

selo

Os jogadores da seleção de Camarões, do capitão Samuel Eto'o , entraram em greve nesta terça-feira. Insatisfeito com a federação, que não teria pago um bônus de US$ 30 mil para cada atleta, o grupo não viajou para a Argélia, onde disputaria um amistoso com a seleção anfitriã, nesta terça.

Os atletas explicaram que tomaram a decisão depois de cobrar o pagamento há uma semana. Segundo o grupo, a federação não cumpriu a promessa de pagar pela participação dos jogadores em partidas da seleção.

"Levando em consideração a falta do pagamento do bônus, por cada convocação, e que o problema já havia sido alertado há uma semana, sem solução, os jogadores decidiram não embarcar para a Argélia para o amistoso deste 15 de novembro", registrou o grupo dos jogadores em nota.

A Federação Argeliana de Futebol (FAF) cancelou o amistoso e lamentou o episódio, considerado "inaceitável e antidesportivo". A FAF explicou que foi avisada na segunda-feira pela federação do Camarões sobre o cancelamento do amistoso.

O porta-voz da seleção do Camarões, Junior Binyam, explicou que os jogadores receberam pagamento pela participação em um torneio amistoso, na semana passada, em Marrocos. Os atletas, contudo, não receberam o bônus, razão da greve anunciada nesta terça.

Leia tudo sobre: camarõesfutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG