Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem pagamento, Portuguesa ameaça não liberar Fabrício ao Santos

Investidores, que prometeram pagar R$ 2,5 milhões por 50% dos direitos do atleta, não depositaram o valor

Samir Carvalho, iG Santos |

O Santos corre o risco de não fechar a contratação do lateral-esquerdo Fabrício, da Portuguesa, que está apalavrado com o clube há mais de um mês. Isso porque, o vice-presidente de futebol da Lusa, Luiz Iauca, está revoltado com a condução das negociações e promete vetar a transferência do jogador para a Vila Belmiro, devido à falta de pagamento pela liberação de Fabrício.

Iauca explicou que um grupo de investidores que se comprometeu em desembolsar cerca de R$ 2,5 milhões à Portuguesa por 50% dos direitos econômicos do atleta, não depositou o valor na conta do clube. Desta forma, o lateral, que seria repassado ao Santos, pode ficar no Canindé.

“Se depositarem, ele vai sair. Só que a gente já esperou, 20, 30 dias, e nada caiu. Então, o Fabrício vai permanecendo com a gente. Não me interessa qual o clube que ele vai, mas daqui ele só vai sair se pagarem o que está combinado”, afirmou Luiz Iauca.

Apesar de confirmar as negociações com o atleta há duas semanas, a diretoria do Santos mudou o discurso e prefere não falar mais sobre o assunto. “O Fabrício é jogador da Portuguesa. Não temos nada a falar sobre esse tema”, resumiu o gerente de futebol, Ney Pandolfo.

A contratação de Fabrício agrada ao técnico Adilson Batista, pois o atleta atua na ala-esquerda e também no meio-campo. O jogador, inclusive, estava jogando como meia-atacante na Portuguesa, já que o técnico Sérgio Guedes utiliza Marcelo Cordeiro na lateral-esquerda.
 

Leia tudo sobre: santosportuguesafabricioadilson batista

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG