Tamanho do texto

Volante aposta no futebol simples para ter sucesso na função com Vanderlei Luxemburgo

Roger (E) e Luxemburgo (D) conversaram com Gilberto Silva antes de treino
Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Roger (E) e Luxemburgo (D) conversaram com Gilberto Silva antes de treino
O que era uma tendência foi confirmado no primeiro dia de trabalho de Vanderlei Luxemburgo no Grêmio . A partir de agora, o volante Gilberto Silva atuará como zagueiro. A mudança, experimentada pela primeira vez nesta temporada pelo interino Roger Machado no Gre-Nal, se deve a três fatores.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Em conversa com o novo técnico, o jogador de 35 anos ouviu o plano de suprir a carência de peças no setor. Acrescentou que a idade e a natural perda de força física o limitam no meio-campo. Sem falar que a direção, apesar de estar negociando com Guillermo Burdisso, do Arsenal, de Sarandi, não conseguiu contratar reforço para o setor.

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

“É o que o treinador pensa, o que já pensei na minha carreira. Estou tranquilo para dar sequência nessa função, já conheço, não é novidade, a fiz desde os tempos de América-MG quando comecei a jogar. São posições muito próximas, por isso nunca descartei. É natural, com o tempo, não ter a mesma força física. As coisas mudam. O grupo ganhou mais um zagueiro”, disse Gilberto Silva.

Para o pentacampeão mundial com a seleção, a receita de sucesso no setor é fácil: fazer o simples.

“Muita gente não valoriza isso, mas é o mais difícil de fazer no futebol. É a receita que deu certo em toda a minha carreira”, resumiu.

Com Caio Júnior, Douglas Grolli e Naldo eram os titulares. Gilberto Silva ganhou a vaga do primeiro no clássico. Saimon, machucado, e Pablo, sem ter atuado em nenhuma partida do ano, são as outras opções no plantel.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos