Zagueiro diz que ausência de dirigente não é problema dele e afirma que não se comunica mais viaTwitter

A apresentação de Márcio Rosário nesta quinta-feira, nas Laranjeiras, já estava programada. O que não estava previsto é que o zagueiro indicado pelo futuro técnico Abel Braga fosse anunciado oficialmente como jogador do Fluminense sem a presença de nenhum membro da diretoria. Quebrado o protocolo, o jogador vestiu a camisa tricolor duas vezes a pedido de fotógrafos e cinegrafistas e tentou driblar a saia curta em que se meteu ao tentar explicar a ausência de um dirigente na sala de imprensa.

“Aí, eu já não sei. Estou fazendo minha parte. O doutor Celso Barros fez essa negociação e estou aqui me apresentando. Essa questão não é problema meu. Estou aqui para jogar e ajudar o Fluminense”, disse o jogador que assinou um contrato de um ano.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Pelo visto o descaso na chegada do jogador às Laranjeiras não se restringiu apenas à sua apresentação. Visivelmente constrangido, Márcio Rosário, que vai usar a camisa número 4, se enrolou todo ao tentar explicar a recepção no primeiro dia no clube.

“Essas coisas eu deixo para o meu empresário resolver. Eu cheguei, falei com comissão técnica, diretoria, jogadores. Estou aqui tranquilo, para fazer meu trabalho”, disse o jogador.

“Entre para a Torcida Virtual do FLUMINENSE e convide seus amigos”

Bombardeado pela imprensa sobre suas últimas atuações com a camisa do Botafogo , bastante criticadas pelos torcedores, Márcio Rosário procurou achar respostas para mostrar que nem sempre a última impressão é a que fica.

“Todo jogador um dia joga mal. Ninguém vai jogar 50 jogos bem. Mas aprendi muito naquela partida contra o Resende. Erros sempre vão acontecer. O futebol é assim mesmo. Agente e está sujeito a acertar e a errar, mas vou me dedicar ao máximo para errar o menos possível. Agora é bola para a frente, estou confiante no meu trabalho”, afirmou o zagueiro, se referindo ao jogo contra o Resende pelo Campeonato Carioca, que resultou na sua barracão da equipe.

Sobre as polêmicas declarações feitas através de seu Twitter de que estaria insatisfeito com a reserva no Botafogo e que estaria negociando com o Fluminens e, o zagueiro mostrou bom humor e arrependimento.

“Não estou usando Twitter mais, não. Quando quiser me comunicar agora, vou fazer por telefone, que é a maneira mais correta”, disse, às gargalhadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.