Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem nenhum jogador expulso, Grêmio prima pela disciplina

Equipe de Renato Gaúcho levou 20 amarelos em 13 jogos de Gauchão e Libertadores

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Gazeta Press
Carlos Alberto levou dois amarelos no Grêmio
O Grêmio sempre foi sinônimo de futebol de força. Com Renato Gaúcho, não é diferente. O treinador, porém, acrescentou o adjetivo disciplinado às características que definem seu time. Em 13 jogos na temporada, nenhum atleta foi expulso e faltas ou reclamações geraram 20 cartões amarelos entre Gauchão e Libertadores, competições conhecidas pelo “futebol pegado”.

A estatística revela um dado interessante: nenhum zagueiro ou volante titulares lidera o ranking de advertências no clube gaúcho. Neuton, Mateus Magro, Lúcio e Carlos Alberto, cada um, têm dois amarelos. Este último, aliás, ao ser punido em dois jogos seguidos, teve atenção chamada pelo treinador.

Esta constante cobrança é uma das explicações para a disciplina. Ao levar vermelho, o atleta corre o risco de ser multado no Grêmio. Expulsões bobas geram contribuição na caixinha do vestiário. Quem as julga? Renato, claro. Desde agosto do ano passado, ninguém inaugurou esta punição.

Sem suspensões, o técnico não sofre com desfalques que poderiam ser evitados. Pode escolher quem escalar ou preservar tranquilamente nas duas competições, aprimorar o esquema e até mesmo testar variações em treinos e jogos. A forma de atuar, aliás, é a explicação de Adilson para o time ser disciplinado.

“Temos um esquema bem definido, os jogadores sabem o que fazer e estão sempre bem posicionados. Fica mais fácil desarmar o adversário sem falta”, detalhou o volante.

Neste domingo, Grêmio e Cruzeiro decidem quem irá para a final do primeiro turno do Gauchão. Se repetir a dose e ninguém for expulso, a turma de Renato terá a vida facilitada.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG