Técnico preferia ter dérbi no estádio são-paulino, mas evitou mais brigas. "Pacaembu, não"

As rusgas entre a CBF e o São Paulo voltaram à tona após a decisão do Palmeiras  de levar para Presidente Prudente o clássico contra o Corinthians , marcado para o dia 28 de agosto. Como aconteceu na semifinal do Campeonato Paulista, quando apesar do apelo de Luiz Felipe Scolari pelo Morumbi a federação estadual colocou o jogo no Pacaembu, o treinador também preferiria que este jogo contecesse no estádio são-paulino por considerar o estádio municipal a casa corintiana.

Por Felipão, Morumbi deveria receber Palmeiras x Corinthians
Divugação
Por Felipão, Morumbi deveria receber Palmeiras x Corinthians

Siga as páginas do iG para Corinthians , Palmeiras e São Paulo no Twitter

"Já pedi (para jogar no Morumbi) há muito tempo atrás, mas me disseram que não. Então, não", disse Felipão, após o empate sem gols contra o Grêmio, no sábado. Em abril, após o Palmeiras ser eliminado nos pênaltis pelo Corinthians na semifinal do Paulistão disputada no Pacaembu, Felipão insinuou que há um veto velado da CBF ao estádio são-paulino e que por isso o Palmeiras foi "obrigado" a jogar na "casa do rival" mesmo tendo feito a melhor a campanha e, na teoria, o direito de mandar o jogo onde achasse conveniente".

Entre para a torcida virtual do seu time

"O Morumbi não vai ser palco de nada, porque tem pessoas de grande influência que não vão deixar que o Morumbi seja usado, embora seja um dos melhores estádios. Pedi, indiquei, só que meia hora depois já me disseram: 'não, está proibido, está vetado'. Explicaram, mas eu não posso e eu não tenho como dizer pra vocês", disse Felipão, na ocasião. Vacinado, o técnico preferiu evitar polêmicas novamente.

O mando do confronto válido pela rodada final do primeiro turno é do Palmeiras e, para jogar em Presidente Prudente, a equipe do Palestra Itália recebeu alguns benefícios da prefeitura do interior devendo gastar apenas com o transporte até a cidade. "Prudente é um dos locais que é interessante jogar. Prudente, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto. Pacaembu, não. Parece-me que o campo de Presidente Prudente está um espetáculo, terá capacidade para 40, 50 mil pessoas, vai ter estádio lotado e é onde a gente pretende jogar", disse o técnico palmeirense.

O Corinthians, dono do mando de campo no confronto do segundo turno, válido pela 38ª e última rodada desta edição do Campeonato Brasileiro, não cogita tirar o jogo do Pacaembu. Disputando a ponta da tabela, esta partida pode valer o título ao clube do Parque São Jorge.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.