Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem Marcelo Cordeiro, Lusa tem volta da precisão de Marco Antonio

Lateral está suspenso. Meia diz estar em condições ideais para substituí-lo na bola parada contra São Paulo

Gazeta |

Uma das principais armas ofensivas da Portuguesa não estará em campo neste domingo, no único jogo das quartas de final do Campeonato Paulista. Marcelo Cordeiro recebeu o terceiro amarelo na última rodada e terá que cumprir suspensão contra o São Paulo. Nas cobranças de faltas, ao menos, o time terá Marco Antonio perto de suas condições ideais.

O meia participou somente do primeiro jogo de Jorginho, em 23 de fevereiro, na vitória por 1 a 0 sobre o Bangu que não evitou a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil. Deixou a partida por torção no tornozelo direito. Voltou a ser relacionado apenas no último domingo, contra o São Bernardo, quando não saiu do banco.

Mas o meio-campista, que tem também como trunfo dar mais criatividade a um setor que tem dificuldades em relação a isso nos últimos jogos, já está em plenas condições físicas. Foi o que ele mesmo garantiu logo depois do treino desta terça-feira, desenrolando a faixa que colocou em volta de seu tornozelo.

"Já estou bem, sim. Este tornozelo não vai dar problema", comentou Marco Antonio, que já havia perdido parte dos compromissos no início da temporada por conta de uma contusão muscular. "Mas nunca tinha tido lesão articular. É complicado, dói. Mas já estou bem", insistiu.

Com possibilidades de ser titular no fim de semana, o meia não sente nem maior responsabilidade por não ter Marcelo Cordeiro para dividir as cobranças de falta. "Já passaria para mim de qualquer jeito porque sou fominha", brincou o jogador, que tem a bola parada como uma de suas principais características. "Mas seria bom ter uma opção a mais no pé esquerdo com o Marcelo", admitiu.

Na parte tática é que o treinador terá maiores dificuldades para escalar a equipe. Não há outro lateral esquerdo no elenco além de Marcelo Cordeiro, já que Fabrício se apresentou ao Inter na semana passada. Jorginho terá que improvisar.

"O Marcelo Cordeiro é insubstituível. O Jorginho deve estar com a cabeça conturbada para colocar alguém no lugar dele, mas vai saber escalar o time", apostou o centroavante Jael, quase sempre a referência dos cruzamentos de Marcelo Cordeiro, com a bola rolando ou em cobranças de faltas e escanteio.

Leia tudo sobre: Portuguesacampeonato paulista 2011cordeirom.antonio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG