São Paulo e Santos terá encontro de Danilo, Alan Patrick e Casemiro, amigos de seleção brasileira sub 20

Sem o duelo entre entre os atacantes Neymar e Lucas no clássico entre São Paulo e Santos neste sábado, às 16h (de Brasília), no Morumbi, pela semifinal do Campeonato Paulista, já que Lucas sofreu um estiramento na coxa direita e não joga, a partida terá que se contentar com outro duelo: dos jogadores que estiveram ao lado das estrelas da seleção brasileira sub 20, mas foram coadjuvantes na conquista do Sul-Americano da categoria, disputado no início deste ano, no Peru.

Danilo , Alan Patrick e Alex Sandro , da equipe santista, enfrentam Henrique , Casemiro e Willian José , do São Paulo. Entre eles, apenas dois estão confirmados pelos seus treinadores como titulares no clássico: os volantes Danilo e Casemiro. Desta forma, Neymar será a ‘estrela solitária’ da seleção brasileira sub 20 em campo, no Morumbi.

Confirmado por Muricy Ramalho, o camisa 11 do Santos reconhece que a ausência de Lucas é o primeiro fator de desequilíbrio do clássico, pois acredita que a ausência do companheiro de seleção brasileira será bastante sentida pelo técnico do São Paulo, Paulo César Carpegiani.

“O Lucas é um craque, não tem nem o que falar sobre a qualidade dele. É bom para o Santos que ele não jogue, porém, é ruim para o futebol. Ficar sem um craque no clássico é ruim para o torcedor que vai ao campo assistir o jogo”, afirmou Neymar.

Na seleção sub 20, Danilo atuou na lateral
Reuters
Na seleção sub 20, Danilo atuou na lateral
Apesar de Neymar ser o protagonista do clássico, Danilo voltou da seleção brasileira, onde foi o titular da lateral-direita, para assumir a posição de volante no meio-campo santista. O atleta é um dos principais destaques do Santos na temporada, já marcou três gols na Libertadores, e despertou o interesse do Benfica, de Portugal.

Enquanto Danilo conquistou espaço no time, Alan Patrick e Alex Sandro só jogam quando os titulares de suas posições, Paulo Henrique Ganso e Léo, não estão à disposição de Muricy. Alan Patrick espera que o treinador poupe alguns titulares visando a Libertadores, e sonha em marcar Casemiro no clássico.

“Vai ser bom. Fizemos grandes amizades na seleção, reencontrar os amigos, dar um abraço nos parceiros do São Paulo. Mas, depois que o juiz apitar acabou, cada um defende seu time”, disse Alan Patrick.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.