Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem Kleber no clube, Palmeiras vai de 7% a 67% de aproveitamento

Felipão não cansa de repetir que saída de atacante para o Grêmio melhorou ambiente da equipe

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Desde quando o Grêmio anunciou acerto verbal com o Palmeiras no dia 9 de novembro para ter Kleber , a equipe do Palestra Itália não perdeu mais. Os números mostram um aproveitamento de 67%, que seria suficiente para ser campeão do Brasileirão. O atual líder, Corinthians, tem 63%. Foram quatro jogos, com duas vitórias, diante Bahia e São Paulo, e dois empates, diante de Grêmio e Vasco.

Antes disso, entre a polêmica que antecedeu o jogo diante do Flamengo , com a briga de João Vítor e a sua negociação bem encaminhada com o Grêmio foram quatro derrotas e apenas um empate, totalizando a pífia porcentagem de 7% de aproveitamento. Os números dão base para as declarações de Luiz Felipe Scolari, que não cansa de falar da mudança de ambiente após a saída do atacante.

"Eu já vinha dizendo que nosso ambiente está bom, os jogadores estão bem, tudo mudou depois de certa situação", disse Felipão logo após a vitória por 1 a 0 diante do São Paulo. "Me arrependo de não ter detectado e tomado uma posição desde aquela novela diante do Flamengo, naquela hipotética proposta", afirmou o treinador.

Futura Press
Efeito Kleber: Grêmio desce, e Palmeiras sobe

Em contrapartida, assim que Kleber chegou no Grêmio, rumores de ciúme por causa do alto salário se instalaram no Olímpico. Marquinhos chegou até a brincar dizendo que "ter ciúme de homem é complicado". Com ou sem crise de ciúme, o time do Olímpico somou dois pontos desde o anúncio. Foram apenas dois empates em 12 possíveis, totalizando o aproveitamento de 17%.

A reviravolta no clima do Palmeiras, no entanto, não deixa Felipão ser levado pela euforia. O treinador afirma que todos no clube sabem que novos nomes precisam aparecer para que 2012 seja bom.

"Não acho que 2011 será salvo por uma vitória contra o Corinthians, não. No Palmeiras, todos sabem que precisamos de novos nomes, de pessoas que reforcem nosso grupo", afirmou o comandante.

Leia tudo sobre: palmeirasgrêmiokleber

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG