Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem Kleber, elenco ignora reforço na camisa 9 e recomenda Miguel

Jovem atacante do Palmeiras é apontado pela diretoria para Luiz Felipe Scolari como a solução do ataque

Gazeta |

Embora Adriano Michael Jackson esteja em grande fase, com seis gols marcados nos três últimos jogos, o Palmeiras não terá neste sábado, pela segunda vez em 2011, Kleber, artilheiro do time no ano também com seis bolas nas redes. Para o lugar do contundido "Gladiador", a recomendação dos jogadores é apostar em Miguel.

O centroavante de 18 anos, autor de cinco gols em três jogos na última Copa São Paulo de Futebol Júnior, é apontado pela diretoria para Luiz Felipe Scolari como a solução com a falta de dinheiro para trazer o camisa 9 que o técnico cobra - o clube não conseguiu tirar Alecsandro, do Inter, e Ricardo Bueno, do Atlético-MG. E o elenco concorda após ver o garoto treinar entre os profissionais por duas semanas.

"Se vier um 9, vai ser bem-vindo, está todo mundo esperando. Mas, se não vier, paciência, achamos a solução no elenco. O Miguel subiu, se apresentou e está mostrando serviço", defendeu Deola, usando o exemplo de recém-promovido atacante como uma das provas da força do grupo palmeirense.

"A equipe do Palmeiras é competitiva. Se vierem reforços, vão ser muito bem-vindos, estamos abertos para quem vier para ajudar. É lucro. Mas, se não vier, temos um ou outro jogador despontando, não estamos desesperados atrás de reforços. Aos poucos, a equipe está se ajeitando", apontou o goleiro.

Miguel jogou poucos minutos no time profissional, no jogo de ida contra o Comercial, no Piauí. E mais uma vez está relacionado - desta vez faz parte da lista de 20 atletas que enfrentarão o Santo André neste sábado. Ele, que foi inscrito com a camisa 31, não será o substituto de Kleber, mas pode suprir a ausência do Gladiador se ganhar uma oportunidade no segundo tempo.

"É uma dor de cabeça a mais para o Felipão. O Kleber vai fazer muita falta. É um jogador que briga muito, sempre dividindo a bola. Mas não podemos ficar lamentado por isso. Sem ele, já tivemos um bom rendimento", enalteceu Deola. "O Felipão vai achar uma formação boa e vamos trabalhar da mesma forma", apostou.

Marcos continua fora
Não será neste sábado que o torcedor palmeirense poderá rever seu ídolo. O goleiro não entra em campo desde a derrota para o Corinthians, em 6 de fevereiro - ficou fora dos cinco último jogos - para fazer um fortalecimento muscular.

"Estão deixando o Marcão muito à vontade para poder se tratar. Não só pelo fato de ser o último ano (da carreira dele), mas talvez até para prorrogar isso e para o resto da vida ter uma vida digna. Quando ele tiver condição, vai jogar e bem, como sempre", confiou Deola, reserva imediato do camisa 12.

Leia tudo sobre: palmeirasfelipãocampeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG