Tamanho do texto

Jogador deixou o Santos no meio do ano para jogar pela base do time italiano, mas saiu do clube por não ter passaporte italiano

O meio-campista Jean Chera, de 16 anos, ex-jogador do Santos , rescindiu com os italianos do Genoa na tarde da terça-feira por não possuir passaporte europeu. Depois de ter sido oferecido a dois clubes do futebol paulista que não foram revelados, o Flamengo se interessou e realiza exames médicos já no final desta quinta para confirmar a contratação da revelação santista.

Leia também: Flamengo e Figueirense travam batalha por vaga na Libertadores

Jean embarcou junto com o pai e empresário, Celso Chera, para o Rio de Janeiro, onde realiza exames e o Luiz Taveira, que também partiu da Itália, acerta os últimos detalhes do vínculo profissional que deve ser assinado pelo jogador no início da próxima semana.

Depois de deixar as categorias de base do Peixe e se transferir para o Genoa , Jean retorna ao time juvenil do Flamengo , e só deve ser aproveitado na disputa da próxima edição da Copa São Paulo de Juniores, a qual ele se frustrou por não disputar com a camisa do Alvinegro Praiano em 2011.

Sem entrar em campo pelo time genovês por não ter passaporte europeu, o jogador tomou conhecimento de que a legislação desportiva italiana não permite que estrangeiros menores de idade atuem no país como jogadores profissionais, e desde então está envolvido em negociações com o Rubro-Negro.

Jogador das divisões de base do Santos desde os nove anos de idade, e tido como sucessor de Paulo Henrique Ganso , Jean Chera não entrou em acordo financeiro com os santistas, pois teria pedido a triplicação de seus salários, além de uma porcentagem pertencente ao time para ser negociada com seu agente. Famoso por conta dos vídeos que publicava na internet com jogadas sensacionais desde criança, o jogador foi ao Genoa para atuar pela base do clube, mas não teve sucesso.

Em entrevista, a psicóloga Sonia Román, que trabalhou durante dez anos nas divisões de base do Santos, disse que Chera não está pronto para o estrelato e que nunca a consultou enquanto jogador do Peixe: "O Jean Chera é um dos poucos meninos com quem nunca falei. Sempre acharam que não precisava. Não vejo para o Jean Chera a mesma luz que enxergo para o Neymar. O Jean até tem uma formação boa, pais legais, mas vejo uma falha psicológica nele. Não vejo com clareza algumas coisas na carreira desse menino".