Zagueiro sofreu um estiramento grau dois na coxa direita e não participa de um jogo há quatro meses

Foram quatro meses de angústia, dois deles entregue ao departamento médico do Fluminense , mas o momento de voltar a disputar uma partida está muito próximo de chegar. Recuperado de um estiramento grau dois na coxa direita e treinando há pouco mais de um mês, Digão será o substituto de Márcio Rosário , suspenso pelo terceiro cartão amarelo, contra o Atlético-MG , nesta quarta-feira, às 19h30, no Ipatingão, pela 12ª rodada do Brasileirão.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Sem jogar desde o dia 27 de março, quando se machucou no empate sem gols com o Vasco , pela Taça Rio, o zagueiro treinou entre os titulares nesta terça-feira, se sente confiante e não vê a hora de entrar em campo para fazer aquilo que mais gosta.

“Estou bem e me sinto preparado para jogar. Se o Abel optar por mim, espero corresponder à confiança que ele deposita no meu futebol. Mesmo não jogando nas últimas partidas, tenho sido relacionado e isso mostra que ele conta comigo. Agora, o importante é manter o nível do futebol que temos apresentado. Estou louco para entrar no gramado e jogar”, disse o zagueiro, por meio de sua assessoria de imprensa.

“Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos”

Um das maiores promessas de Xerém nos últimos anos, o jogador se destacou na arrancada do Fluminense contra o rebaixamento, no Brasileirão de 2009, e viu a temporada 2010 escorrer pelas mãos após sofrer duas fraturas, uma em cada pé, na base do quinto metatarso (osso localizado na parte lateral do pé). Ao todo, Digão disputou apenas quatro partidas na campanha do tricampeonato brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.