Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem grandes emoções, Goiás bate o Criciúma e sela reação na Série B

Com chuva, o time goiano conquistou a vitória que o deixa provisoriamente na 14ª posição no torneio

Gazeta |

AE
Jogadores de Goiás e Criciúma disputam a bola debaixo de chuva forte

O Goiás enfrentou e venceu três adversários duros na noite desta sexta-feira: o Criciúma, que desejava a vitória para encostar no G-4 e foi batido por 1 a 0, a chuva, que durou boa parte do tempo e atrapalhou o estilo de jogo leve do time, e o técnico Márcio Goiano, que já esteve do lado do Esmeraldino nesta Série B, mas agora comanda o Tigre.

Com 36 pontos conquistados, a equipe assume a provisória 14ª posição, ultrapassando Icasa e ABC, que entram em campo neste sábado e podem jogar o Goiás de volta ao 16º lugar, o primeiro a figurar fora da zona de rebaixamento.

Com um gol marcado por Marcelo Costa aos 36 minutos de um primeiro tempo morno, o time de Enderson Moreira conquistou uma importante vitória dentro do Serra Dourada, enquanto Criciúma perdeu uma preciosa oportunidade de se reaproximar dos líderes.

O Jogo - A motivação dos jogadores do Goiás para vencer o duelo diante do Criciúma estava representada nas expressões, que iam da angústia de um desarme e da perda de uma chance até a dor de ser pressionado pelo adversário e alegria de comemorar o gol marcado por Marcelo Costa.

Mesmo com a chuva forte na cidade de Goiânia, o que não afastou o torcedor do Serra Dourada, o Criciúma não se limitou a ficar na marcação, mas também se lançou à frente e correu atrás do resultado positivo que aproximaria decisivamente o time do G-4.

Logo no primeiro minuto, o atacante Guto tentou mostrar serviço e arriscou de fora da área, sem sucesso. Na resposta, poucos instantes depois, o lateral Fabio Santana teve a chance de deixar a bola na cabeça de Schwenck, mas viu o goleiro Pedro Henrique, utilizado no lugar do lesionado Harley, se adiantar e cortar para a linha de fundo.

Depois da sequência de alto nível, o primeiro tempo não reservou tantos lances de emoção além da investida de Douglas, que driblou meio time do Criciúma e caiu na entrada da área, sem que o árbitro tenha marcado nada, e a finalização perigosa de Gerson, aos 28.

O gol do Goiás, que pressionava sem muita eficiência, finalmente saiu aos 33, quando Thiago, caído no gramado, conseguiu dar o passe para Marcelo Costa, que bateu de rosca, no canto esquerdo, e abriu o placar no Serra Dourada.

Aos 35, o Criciúma esboçaria a reação com um gol anulado, mas, na segunda etapa, sem conseguir acompanhar o ritmo forte do Esmeraldino, foi facilmente imobilizado.

Logo aos dois minutos do segundo tempo, o volante Pirão, uma das armas do Tigre na saída de bola, caiu no chão reclamando de dores na perna. Situação ideal para Douglas cair pelo meio e cruzar para Guto, que cabeceou sem força.

Aos seis minutos, o goleiro Andrey apareceu para fazer uma grande defesa. Após cabeceio de Marcelo Costa, jogada na qual o Goiás passou a investir quando havia construído vantagem, o camisa 1 do Criciúma fez uma defesa segura e evitou o gol. Essa situação se repetiria outras vezes ao longo da segunda etapa.

Emoção foi o elemento que faltou no segundo tempo, quando nenhum dos times tomava a iniciativa em busca de uma jogada perigosa. A partida se transformou em um lá e cá chato até o apito final.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 X 0 CRICIÚMA

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 07 de outubro de 2011, sexta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Assistentes: Adnilson da Costa Pinheiro (MS) e Fabrício Porfírio de Moura (SP)
Cartões amarelos: Guto e Valmir Lucas (Goiás) e Nirley e João Víctor (Criciúma)

GOLS: Goiás - Marcelo Costa, aos 36 do primeiro tempo.

GOIÁS: Pedro Henrique; Douglas, Rafael Toloi, Valmir Lucas e Gerson (Leandro); Marcinho Guerreiro, Thiago, Netinho e Marcelo Costa (Diniz); Iarley e Guto (Hugo)
Técnico: Enderson Moreira

CRICIÚMA: Andrey; Fábio Santana (Marcel), Rogélio, Nirley e João Victor; Henik, Pirão (Doriva), Mateus e Guilherme; Nilson (Éder) e Schwenck
Técnico: Márcio Goiano

Leia tudo sobre: série b 2011goiáscriciúma

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG