Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem DVD, Felipe diz que não treina pênalti: "É sorte e confiança"

Goleiro defendeu duas cobranças e foi fundamental na classificação do Flamengo para a final da Taça GB

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

O preparador de goleiros do Flamengo, Cantarele, afirmou que entregou ao goleiro Felipe um DVD com várias cobranças de pênaltis dos jogadores do Botafogo antes da semifinal. Na saída do campo, depois de defender os chutes de Somália e Everton, o jogador disse que não viu o material.

"Se for para errar, prefiro errar por mim e não pelo que os outros falam. Conversei com Cantarele, com Paulo Victor (goleiro reserva), ouvi conselhos, mas quem está ali sou eu. A decisão tem que ser minha para não lamentar depois. Cobrança de dois, três anos atrás, os caras mudam", explicou o goleiro.

Felipe já havia mostrado na pré-temporada seu talento para defender cobranças de pênalti. No primeiro amistoso do ano, ele garantiu o empate em 0 a 0 com o Londrina dessa forma, comemorando muito feito.

null"Não se treina pênaltis. Precisa ter sorte de escolher o canto certo e confiança para fazer a defesa. Falei para os meus companheiros capricharem bastante, pois enfrentariam um dos melhores goleiros do país (Jéfferson), que eu defenderia pelo menos dois", afirmou Felipe.

Apesar do sucesso neste começo de temporada, Felipe sabe que a vida de goleiro é ingrata. Com boas defesas, ele já surge como substituto de Bruno, que deixou sua marca no clube até ser preso no meio do ano passado por causa do sequestro de Eliza Samudio.

"Desde que cheguei, disse que havia chegado para substituir um ídolo e que não seria fácil. O Bruno era uma referência, o capitão do time, com muitos títulos conquistados e, numa disputa por pênaltis, a minha responsabilidade seria ainda maior pelo que ele havia feito aqui contra o próprio Botafogo. Seria importante manter essa regularidade para conquistar meu espaço. Não vim para ser o novo Bruno, mas para ser o Felipe, mesmo sabendo que em cobranças de pênalti ele era um monstro", afirmou o goleiro.

Leia tudo sobre: FlamengoCampeonato Carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG