Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem Dilma e Teixeira, governo e Fifa acertam mudanças na Lei da Copa

Em Brasília, advogados da entidade e do Governo Federal vão analisar possíveis alterações no texto do projeto de lei

Paulo Passos, iG São Paulo |

Getty Images
Presidenta Dilma Rousseff não estará em encontro que definirá Lei Geral da Copa 2014
Após a Fifa reclamar e o governo federal ceder à pressões da entidade para mudar a Lei Geral da Copa, advogados da Casa Civil irão acertar nesta quinta-feira os últimos detalhes para alterar alguns trechos do documento. Em Brasília, os funcionários do governo vão se reunir com os advogados da Fifa e do COL (Comitê Organizador Local) da Copa.

Dilma Rousseff e o ministro do esporte Orlando Silva não estarão no encontro, que tem início marcado para as 10h. O COL mandará seu diretor jurídico Francisco Müssnich. Ricardo Teixeira, presidente do comitê, também não irá à reunião.

SAIBA MAIS: Fifa quer uso exclusivo de nome de sedes, "2014" e mil marcas

O encontro servirá para alguns pontos da Lei Geral da Copa serem revisados, conforme foi acertado na última semana entre Dilma e os organizadores do Mundial, em reunião em Bruxelas. No texto do projeto de lei, assinado pela presidenta no dia 16 de setembro, estão incluídas garantias do Brasil à Fifa sobre venda de ingressos, proteção de marcas e direitos de transmissão. O que foi definido, entretanto, está aquém do que queriam os executivos da entidade. Três pontos principais geram discordâncias entre Fifa e o governo federal : proteção de marcas, direito de transmissão e venda de ingressos.

O governo admitiu ceder nos dois primeiros. Em relação a ingressos, o que incomoda a entidade máxima do futebol é o direito à meia-entrada para idosos, válido em todo Brasil, e para estudantes, vigente em alguns Estados.

LEIA TAMBÉM: Governo descarta o fim da meia-entrada, mas admite álcool na Copa

O governo federal disse que não irá abrir exceção para a Fifa, que pretendia que o direito aos maiores de 60 anos fosse derrubado durante o evento. Algumas sedes, como Rio de Janeiro e Brasília, já informaram que vão derrubar a meia-entrada para estudantes durante a Copa.

Sem convite
No próximo dia 20 será divulgado o calendário da Copa do Mundo de 2014 em Zurique, na sede da Fifa, na Suíça. Autoridades do governo federal ainda não foram convidadas para o evento .

Orlando Silva tinha planejado ir à Suíça presenciar em loco o anúncio do calendário, que inclui a divulgação da cidade que receberá a abertura. O ministro e outros integrantes do governo, além de representantes das 12 sedes, ainda não foram chamados, o que gera desconforto entre as autoridades.

Leia tudo sobre: copa 2014fifacol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG