Treinador não consegue escalar dois times completos em treino-tático nesta quinta-feira, no CT Rei Pelé

Com poucos jogadores no elenco, o técnico Muricy Ramalho promoveu um treino-tático com apenas 20 atletas, nove para cada lado na linha. Isso porque, além dos atletas – Neymar, Ganso e Elano – que estão defendendo a seleção brasileira na Copa América, o treinador não pôde contar com o lateral-esquerdo Léo e o atacante Borges , que foram poupados.

O primeiro não participou das atividades por causa de uma gripe. Já Borges deixou o clássico contra o Palmeiras com dores no tornozelo e realiza tratamento antes voltar a treinar no gramado.

Entre para a torcida virtual do Santos e melhore a posição do clube no ranking

Sem os dois titulares, Muricy deslocou Pará para a lateral-esquerda e treinou sem o lateral-direito. Já no ataque, Tiago Alves fez dupla com Rychely. Apesar de serem poupados, Borges e Léo não serão problemas para o duelo contra o Atlético-MG no próximo sábado, às 21h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

Siga o Twitter do iG Santos e receba notícias do time em tempo real

Com o retorno de Léo, Pará voltará à lateral-direita. Já no ataque, Tiago Alves e Rychely brigam por uma vaga ao lado de Borges. Muricy ainda contará com Danilo e Felipe Anderson, que serão liberados pela seleção brasileira sub 20 que disputará o Mundial da categoria na Colômbia.

Além dos selecionáveis de Mano Menezes, Muricy não conta com o volante Adriano, que está em tratamento de uma lesão muscular na coxa direita.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.