Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem ataque titular, São Paulo sofre para vencer o Grêmio Prudente

Henrique saiu do banco para fazer o gol que garantiu a quarta vitória seguida e a liderança do Paulistão

Levi Guimarães, iG São Paulo |

nullO São Paulo teve grandes dificuldades na tarde deste domingo, mas com um um gol do atacante reserva Henrique bateu o Grêmio Prudente fora de casa por 1 a 0, mantendo o rival na lanterna do Campeonato Paulista e permanecendo na liderança do torneio ao lado do Corinthians, com 31 pontos ganhos em 14 rodadas.

Essa foi a quarta vitória seguida do São Paulo, e a sétima nos últimos oito jogos, período em que o time do técnico Paulo César Carpegiani está invicto. O bom futebol apresentado pelo time nas últimas partidas, no entanto, não se repetiu.

Jogando no 3-5-2, a principal dificuldade dos visitantes nesta noite em Presidente Prudente foi com o setor ofensivo. Sem Dagoberto e Fernandinho, o time conseguiu criar poucas chances de ameaça ao gol do Prudente. Marlos, apesar de demonstrar habilidade e vontade, mostrou ter pouco entrosamento com Lucas e Willian José, que ficou isolado.

O desempenho abaixo do esperado é motivo suficiente para fazer Carpegiani comemorar muito o retorno de sua dupla de ataque titular. Dagoberto, depois de cumprir a suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo, tem a volta garantida. Já Fernandinho volta aos treinos depois de se recuperar de uma lesão na panturrilha esquerda e também deve ter condições de jogar.

Na próxima rodada, o São Paulo volta a jogar fora de casa. Na quarta-feira, o time enfrenta o Paulista, em Jundiaí, a partir das 21h50. Já o Grêmio Prudente vai a Bauru enfrentar o Noroeste, rival direto na luta para fugir das últimas posições no Estadual.

O jogo
A primeira etapa de jogo em Presidente Prudente não refletiu, nem de longe, a distância entre São Paulo e Prudente na classificação do Campeonato Paulista. Apesar de ter maior domínio da posse de bola, a equipe da capital teve imensa dificuldade com a forte marcação dos donos da casa e, apesar de criar boas chances nos últimos minutos, não conseguiu tirar o zero do placar antes do intervalo.

Logo aos dois minutos, o Prudente deu um susto em Rogério Ceni. Juan errou no recuo de bola para Miranda e o atacante Eraldo aproveitou para roubar a bola e chutar de fora da área, exigindo boa defesa do camisa 1 são-paulino. Um minuto depois, o São Paulo respondeu com Marlos, que fez boa jogada individual pela esquerda e chutou da meia lua. O goleiro Márcio também trabalhou bem e espalmou para fora.

Essa intensidade do começo da partida, porém, rapidamente diminuiu. Com os defensores do Prudente bem posicionados, especialmente no meio de campo, os zagueiros do São Paulo passaram a abusar dos lançamentos longos, o que dificultava o domínio de bola de Marlos e Willian José no ataque. Titular no lugar de Dagoberto, Marlos mostrava esforço e alguma habilidade, mas a falta de entrosamento prejudicava as ações ofensivas.

nullSomente nos minutos finais as duas equipes voltaram a se aproximar do gol. Aos 33 minutos, Carlinhos Paraíba fez belo lançamento da esquerda, encontrando Willian José praticamente livre na área. O atacante dominou e chutou forte, mas para fora. Aos 35, o Prudente teve ótima chance. Saldanha cruzou para Eraldo, que chegou sozinho e, com Rogério Ceni já batido no lance, bateu para fora.

No final da etapa inicial, o jovem Lucas teve seu momento de maior destaque, depois de passar a maior parte do tempo apagado. Além de mostrar muita raça em seguidas disputas pela bola, o camisa 7 chegou muito perto de abrir o placar. Com um chute de fora da área, ele superou o goleiro Márcio, mas viu a bola resvalar no travessão e sair.

O segundo tempo começou sem grande diferença no ritmo do jogo. Aos quatro minutos, Alex Maranhão chutou da entrada da área e Rogério Ceni defendeu com facilidade. Três minutos depois, o momento mais polêmico da partida. Juan foi lançado na esquerda e, dentro da área, caiu depois de um carrinho de Ângelo. Mesmo muito próximo do lance, o assistente adicional nada marcou, para desespero dos são-paulinos, que reclamaram muito.

O São Paulo seguia sofrendo com a falta de entrosamento no setor ofensivo, o que facilitava a marcação do Prudente. Com isso, passou a apostar nos chutes de longa distância. Willian José, Casemiro e Carlinhos Paraíba arriscaram, mas sempre chutando para fora. O Prudente respondia na mesma moeda, mas também sem sucesso.

Insatisfeito com o empate, Carpegiani mostrou ousadia e tirou o volante Casemiro para promover a entrada do atacante Henrique. Uma alteração que não demorou para dar resultado. Aos 29 minutos, Marlos fez boa jogada pela esquerda e serviu o companheiro que acabara de entrar. Henrique dominou e, da marca do pênalti, chutou para marcar o gol que garantiu a vitória.

FICHA TÉCNICA - GRÊMIO PRUDENTE 0 X 1 SÃO PAULO

Local: estádio Eduardo José Farah, o Prudentão, em Presidente Prudente (SP)
Data: 20 de março de 2011, domingo
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Marcelo Rogério
Assistentes: Herman Brumel Vani e Renata Ruel Xavier de Brito
Público: 10.929 pagantes
Cartões amarelos: César Santiago, Saldanha, Anderson Pedra, Edinei, Alex Maranhão (Grêmio Prudente); Lucas, Rhodolfo(São Paulo)

GOLS:
SÃO PAULO: Henrique, aos 29 minutos do segundo tempo

GRÊMIO PRUDENTE: Márcio; Ângelo, Douglas, Edinei e Jadílson (Mateus); César Santiago (Adriano Silva), Anderson Pedra, Rhaynner e Alex Maranhão; Saldanha e Eraldo (Léo) Técnico: Fábio Giuntini

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Rhodolfo, Alex Silva, Miranda, Jean, Casemiro (Henrique), Carlinhos Paraíba, Lucas e Juan (Júnior César); Marlos e Willian José (Rodrigo Souto) Técnico: Paulo César Carpegiani

Leia tudo sobre: são pauloprudentecampeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG